Notícias da Semana

MAIS NOTÍCIAS E INFORMAÇÕES DO MEIO EMPRESARIAL DE BENTO GONÇALVES E REGIÃO
DIARIAMENTE NO PROGRAMA NEGÓCIOS E MERCADO AS 11.30 a.m NA RÁDIO VIVA AM 890.
Ouça na web http://www.rscomnet.com.br/viva890
-------------------------------------------------------------------------
DE SEGUNDA A SEXTA FEIRA, CARLOS QUADROS APRESENTA: PANORAMA ECONÔMICO- SÍNTESE NOTICIOSA COM OS PRINCIPAIS FATOS DA ECONOMIA PARA VOCÊ INICIAR O DIA BEM INFORMADO.OUÇA AS 07:00 a.m. NA RÁDIO VIVA AM 890.
------------------------------------------------------------------------
CIC formata projeto para área internacional
A nova diretoria do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves, que assumiu no dia 02 de dezembro, entrou 2006 a todo “vapor”. As respectivas diretorias de diferentes áreas do cenário econômico estão trabalhando na criação de projetos e formatando ações, visando beneficiar e agregar vantagens aos associados da entidade.São inúmeros projetos que estão em fase de formatação e conclusão.Assim como ocorreu na gestão passada, quando foi implantada uma diretoria específica para tratar dos assuntos da área e atividades do comércio internacional – exportação e importação, a nova diretora para assuntos da área internacional, Diana Giacobbo Dalla Costa, formatou um projeto que será implantado em breve na entidade.Segundo a diretora do CIC, entre as ações do projeto estão a Criação de uma comissão pró COMEX e a Implantação de portal informativo do COMEX no site do CIC.•Criação de comissão pró COMEX– Será criada uma comissão composta por um representante de cada setor econômico atingido pelo CIC/BG que esteja envolvido com as atividades do comércio internacional – exportação e importação. Terá como objetivo abordar as dificuldades e os entraves nas diferentes esferas de atuação do COMEX e sobretudo propor ações conjuntas visando amenizar e superar tais barreiras.•Implantação de portal informativo do COMEX no site do CIC – Visará oferecer ao exportador/importador associado ao CIC/BG um portal consistente em informações relativas a área internacional com o intuito de facilitar a procura e pesquisa de dados necessários à correta atuação das empresas no cenário global. ( ouça entrevista ao lado)
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Miolo abre inscrições para Wine Day
Curso de um dia visa mostrar na prática todas as fases da elaboração de vinhos
A Vinícola Miolo já está recebendo as inscrições para o Wine Day, curso de um dia de iniciação à elaboração de vinhos. O evento terá duas datas: 11 e 25 de fevereiro, das 8h30min às 13h30min, na sede da vinícola, no Vale dos Vinhedos (Bento Gonçalves, RS). A primeira edição será direcionada para vinhos brancos, e a segunda, para os tintos.
O curso tem por objetivo levar os participantes a entender cada processo de elaboração dos vinhos finos, da colheita ao envelhecimento. O curso inicia com uma palestra teórica sobre cada fase da produção dos vinhos. Em seguida, os alunos são levados até os vinhedos, onde colhem uva, e depois irão para a cantina observar in loco o recebimento das uvas, fermentação e demais processos de elaboração. Por fim, visitam as caves de envelhecimento. Em seguida, entenderão cada fase de elaboração do vinho com uma degustação que vai desde o mosto de uva até o vinho mais evoluído.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
Fiema Brasil deve alcançar suas metas para 2005
A Feira Internacional de Ecologia e Meio Ambiente (Fiema Brasil), que está comercializando espaços para empresas que atuam no setor ambiental, deve atingir todas as metas previstas para esse ano. Cerca de 40% dos espaços já foram vendidos até o mês de outubro. Até dezembro 70% da feira deve estar vendida. “As metas de comercialização dos espaços estão sendo cumpridas, com grande receptividade por parte de empresários e profissionais do setor, graças aos resultados e à repercussão alcançada pela primeira edição da feira”, avalia a diretora comercial da Fiema, Clarisse Rasador. Em sua primeira edição, em 2004, o evento registrou uma cifra de R$ cinco milhões em negócios. A projeção de aumento de 100% no valor das comercializações está ancorada nas expectativas em relação ao número de expositores e de visitantes. No ano passado, a feira reuniu 213 empresas e entidades, contabilizando um público de 11 mil visitantes. Para 2006, a diretoria acredita que o evento terá 300 expositores e irá atrair 16 mil pessoas. A empresa Albrecht Equipamentos Industrias Ltda, sediada em Joinville (SC), vai repetir a sua participação na feira. "A ALBRECHT é uma empresa que investe constantemente no desenvolvimento de soluções de alta tecnologia para proteger o meio ambiente. Com seus 35 anos de existência e clientes em mais de 20 países usando seus produtos, esteve presente e participou efetivamente da FIEMA 2004 com muito prazer e sucesso. Destacamos que o evento foi muito importante para o desenvolver negócios, conhecer o mercado e participar das conferências. Acreditamos que a FIEMA 2006 poderá trazer resultados ainda mais positivos para nossa Empresa”, afirma Luiz Francisco Ferreira, diretor de vendas e marketing da Albrecht.A industria gaúcha também acredita no evento. A Industria e Comércio de Bombas D#Água Beto confirmou sua presença na feira. “Participamos da FIEMA porque se trata de uma feira internacional que preza o meio ambiente e está de acordo com o nosso maior objetivo que é uma sintonia perfeita entre natureza e tecnologia”, resume o diretor da empresa Paulo Roberto Jacobsen.Promovido pela Associação Bento-Gonçalvense de Proteção ao Ambiente Natural (Abepan), o evento irá reunir fabricantes de máquinas, equipamentos, acessórios, produtos e tecnologias utilizados para fins ecológicos, além de instituições de pesquisa, fomento e desenvolvimento de projetos na área ambiental.A vice -presidente da FIEMA , Marinete De Carli, fala sobre as parcerias que serão feitas na edição deste ano da feira. ( ouça matéria ao lado)
------------------------------------------------------------------------------
Rio Grande do Sul fabricará celulares em 2006
A primeira fábrica gaúcha de telefone celular será instalada no bairro Sarandi, em Porto Alegre, e começará a produção em março. O projeto integrado por duas empresas nacionais - a gaúcha Teikon e a paulista Venko, que deverá gerar 100 empregos diretos, prevê a fabricação de um milhão de aparelhos celulares já em 2006
Para erguer e equipar a fábrica, será necessário investimento próximo de US$ 3,5 milhões, Devido à contrapartida aos incentivos fiscais da Lei da Informática, a empresa aplicará em torno de R$ 100 mil anuais em pesquisa e desenvolvimento
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
A Associação dos Fabricantes de Estofados e Móveis Complementares (Afecom), criada por um grupo de 17 moveleiros gaúchos em 2001, com o objetivo de incrementar as exportações para os EUA de forma conjunta, decidiu fechar o show-room que mantinha desde 2002 em Miami, na Flórida, e optou por abrir um novo, na cidade de Boston, no Estado de Massachusetts. Operando desde o final do ano passado em uma área de 160 m², os empresários trabalham com a meta de fechar negócios da ordem de US$ 3,5 milhões nesse ano, mais do que o dobro do alcançado ao longo de 2005, de US$ 1,1 milhão.
A mudança de cidade coincide com um novo posicionamento estratégico do grupo: ainda esse ano eles querem montar bases semelhantes na Rússia e na Europa.. As 11 empresas que hoje fazem parte da entidade reúnem 670 empregados, com média de 60 funcionários cada uma e capacidade de produção de 70 contêineres mensais. Em 2005 elas registraram vendas totais equivalentes a US$ 15 milhões. NO ano passado juntas investiram R$ 565 mil em pesquisa de mercado, plano de marketing, projeto comprador, participação em feiras e viagens.
--------------------------------------------------------------------------------------------------
A Mellita do Brasil comprou esta semana a Café Bom Jesus, uma torrefatora familiar no Rio Grande do Sul, ampliando a sua liderança no Sul do país. O valor não foi revelado.
O Brasil está a caminho de ultrapassar os Estados Unidos e se tornar o maior consumidor mundial de café em 2010, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). O consumo cresceu cerca de 6 por cento para aproximadamente 16 milhões de sacas em 2005.
As vendas de café e filtros de papel da Melitta no país saltaram 18 por cento, para algo próximo a 370 milhões de reais em 2005, contra 313 milhões de reais em 2004. As vendas aumentaram em 85 por cento nos últimos três anos.
No ano passado, a Melitta foi classificada pela Abic como a terceira maior torrefadora do Brasil. Já a Café Bom Jesus ocupou a 14a posição, com vendas de 25 milhões de reais em 2005, um crescimento de 5 por cento em relação a 2004.
Dentre as marcas, o Café Melitta ficou em segundo lugar, com 6,7 por cento de participação no mercado, atrás apenas do Café Pilão, de acordo com pesquisa da A.C. Nielsen.O Brasil representa 38 por cento das vendas globais da Melitta, presente em mais de 60 países.A aquisição da Café Bom Jesus pela Melitta é vista como um sinal de consolidação na fragmentada indústria de café do Brasil, que ainda conta com cerca de 1.100 torrefadores, apesar de uma redução de 35 por cento nos últimos cinco anos. ( OUÇA ENTREVISTA AO LADO)

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS