Abimóvel fecha questão sobre desoneração da folha para o setor moveleiro.
Segundo o presidente da Abimóvel- Associação Brasileira de Móveis, José Luiz Dias Fernandez o percentual de 1% sobre o faturamento em troca da desoneração da folha de pagamento deverá ser anunciado nos próximos dias pelo governo federal. O porcentual está abaixo do 1,5% sugerido pelo Ministério da Fazenda, no ano passado, e acima do 0,8% reivindicado pelo setor, principalmente pelos gaúchos. Mas, de acordo com o presidente, a decisão de aceitar 1% é referendada pela maioria dos pólos moveleiros do país. De acordo com Fernandez, essa alíquota vai garantir a desoneração para 75% das empresas do setor. Apenas aquelas com maior nível de automação pagariam mais tributos.

Embora não tenha dados para todo o setor, ele confirma que essa mudança representaria uma economia anual de R$ 7 milhões para as 175 empresas do maior polo exportador do País: São Bento do Sul, em Santa Catarina, por exemplo.

Ouça o que diz o presidente da Abimóvel

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS