Apesar do ritmo de crescimento da indústria no Brasil ter diminuído, otimismo dos empresários em Bento se traduz em investimentos.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) voltou ao patamar de janeiro, ao cair para 57,2 pontos em abril. Com o resultado, o ICEI segue abaixo da média histórica, de 59,9 pontos.
Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20/4) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Mas em Bento Gonçalves não é o que se vê. Juntos, empresários estão investindo mais de 500 milhões de reais na expansão de suas fábricas, numa clara demostração de otimismo em relação aos seus negócios.


Meber Metais:
A Meber , fabricante de metais, está investindo cerca de R$ 15 milhões na construção de sua nova fábrica localizada no distrito industrial e Bento Gonçalves. Antes que o ano de 2013 chegue ao fim, a Meber deverá ter concluído as obras e poderá oferecer ao mercado uma produção 60% maior de metais utilitários e decorativos. Em um terreno de 10 mil metros quadrados, a nova planta permitirá sustentar os planos de ampliação da representatividade da marca – atualmente líder no mercado gaúcho e uma das cinco primeiras no marketshare nacional. Hoje, o parque fabril da Meber tem capacidade de produção de 90 mil peças por mês. Em mais de 50 anos atuando no desenvolvimento e fabricação de metais sanitários, a Meber formou um portfólio com cerca de sete mil itens. São linhas completas de metais para cozinhas e banheiros: torneiras, monocomandos, misturadores, duchas, acessórios e complementos.Inicialmente, a nova fábrica incrementará a produção em 50%, com previsão de duplicá-la em até três anos.

Geremia Redutores

A Geremia que fabrica redutores, motoredutores de velocidade e acoplamentos flexíveis está investindo R$ 30 milhões na ampliação de sua fábrica em Bento Gonçalves. A nova área tem 6,6mts², o dobro da área atual e irá permitir um amento na capacidade de produção em  cerca de  60%. A nova área também irá proporcionar ganho de produtividade com um novo lay-out na linha de produção. O projeto deverá estar concluído em 2013 quando a empresa comemora 40 anos de atividades. A nova fábrica deverá consumir outros R$ 20 milhões em equipamentos e máquinas que usam a robótica como diferencial produtivo. Ainda assim, a empresa projeta gerar pelo menos mais 40% de postos de trabalho. Com um crescimento de 280% na produção de redutores em 16 anos, de 1994 a 2011, a Geremia Redutores atinge este ano a marca de 30 mil redutores, sendo a terceira marca mais lembrada do Brasil. Hoje a empresa possui 13 modelos de redutores, terceirizando apenas a fundição e a pintura.

SCA Mobiliário
A SCA, fabricante de mobiliário deve concluir até o final deste ano as obras  na sede da empresa. O novo complexo, de arquitetura arrojada, moderna e sustentável, dará lugar à área administrativa, showroom e auditório, passando a ocupar mais de 4 mil mts² na sede industrial em Bento Gonçalves. O showroom que terá 1000mts²  será aberto ao visitante, inclusive nos finais de semana. A  empresa já adquiriu no ano passado o maquinário de última geração e tecnologia que visa aprimorar e ampliar da produção industrial, otimizando os processos e lançando novos produtos em seu mix, como por exemplo, tecnologia de ponta para a impressão personalizada de estampas, grafismos e imagens diretamente no vidro.O investimento total  deve superar R$ 15 milhões incluíndo o maquinário.

Piva Acessórios
A Piva fabricante de acessórios e ferragens está investindo R$ 3 milhões na construção de uma nova unidade de produção no distrito industrial de Bento Gonçalves. No local vai funcionar a subsidiária ALUMINOX, que produz perfis e acessórios em alumínio e inox além de móveis (cadeiras) tubulares.  A nova fábrica terá 5 mil mts² e irá dobrar a capacidade de produção da Piva. Outros R$ 2 milhões já foram investidos na compra de máquinas . A planta industrial localizada em Garibaldi tem 8 mil mts² e produz cerca de 100 mil peças/ano.

Cenci
No próximo mês de maio já deve entrar em operação a nova fábrica de uniformes industriais e o centro de distribuição da Cenci &Cia de Bento Gonçalves. O novo prédio fica no distrito industrial e tem 5 mil mts². Na fabricação de uniformes industrias a Cenci terá 150 funcionários e deverá dobrar a sua capacidade de fabricação de uniformes que atualmente é de 30 mil peças/mês. Incluíndo a aquisição de maquinário que foi importado da Ásia o investimento total no novo projeto chega a R$ 2,5 milhões. A Cenci completa neste ano 30 anos de atividades.

Tedesco
A TEDESCO SITEMAS DE ARMAZENAGEM, está construíndo uma nova unidade com 12 mil mts² de área construída no distrito industrial de Bento Gonçalves. A Tedesco comercializa e fabrica Estruturas Metálicas e Sistemas de Armazenagem e deverá investir cerca de R$ 4 milhões na nova unidade. Desde 2008 a Tedesco ampliou sua produção fornecendo porta pallets, drive-in,drive-through,mezaninos,estruturas de encaixe formando estantes com longarinas aptas a receber planos metálicos ou madeira,cantilever,divisórias industriais formadas por vários Painéis de Tela ou Chapa, racks e containers em aço entre outros, além de pavilhões industriais em estrutura metálica.


Outras empresas como o Grupo Bertolini, que já inaugurou em novembro último a  primeira etapa do projeto do novo complexo industrial localizado na Linha Pradela, há 10 Km do centro onde investiu R$ 17 milhões de um total de R$ 60 milhões previsto para todo o projeto que  deverá totalizar 60 mil mts2 de área construída, a Dalmóbile, fabricante de mobliário que inaugurou sua nova fábrica em janeiro, Zen Design, Projepack, Dell Anno que também investiram no aumento de sua capacidade de produção com unidades novas.De acordo com o Instituto de Planejamento Urbano de Bento Gonçalves são mais de 100 projetos industrias aprovados ou em andamento para construçao, apliaação ou reformas em Bento Gonçalves.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS