Centrais vão parar o Brasil por oito reivindicações

Reunidas em São Paulo, todas as Centrais Sindicais existentes (não apenas as reconhecidas por lei), o MST e a UNE, resolveram, por unanimidade, adotar um conjunto de reivindicações e um cronograma de lutas capaz de colocar a pauta trabalhista no centro das aspirações do movimento das ruas e orientar o seu encaminhamento institucional.As Centrais Sindicais unidas e os movimentos sociais organizam o DIA NACIONAL DE LUTA PELA DEMOCRACIA E PELOS DIREITOS DOS TRABALHADORES, com greves, manifestações e mobilizações no dia 11 de julho.

Comentários