Endividamento dos brasileiros sobe para 44,52% e bate novo recorde

O endividamento das famílias brasileiras com o sistema financeiro cresceu em maio pelo quinto mês consecutivo e bateu novo recorde. O valor total das dívidas correspondia, naquele mês, a 44,52% da renda do trabalhador nos últimos 12 meses, segundo dados do Banco Central, ante 44,20% em abril (recorde anterior).

Se descontadas as dívidas imobiliárias, o endividamento ficou em 30,44% da renda em maio, mesmo porcentual de abril. Nesse caso, o recorde continua sendo os 31,49% registrados em agosto de 2012.O BC também divulgou dados sobre o comprometimento de renda dos brasileiros, que consideram valores mensais para renda e para as prestações pagas aos bancos. As prestações correspondiam a 21,44% da renda mensal dos trabalhadores em maio, ante 21,47% em abril (dado revisado). Também houve queda em relação a maio de 2012, quando o comprometimento estava em 22,47% da renda. O recorde anterior para esse indicador é 22,98% em agosto de 2012.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS