Gilmar Mendes pede investigação de empresa da campanha de Dilma



A contratada seria responsável por entregar produtos de publicidade, placas e faixas, além de despesas com pessoal. Contas da campanha de Dilma foram aprovadas com ressalvas. A principal é a suspeita de dinheiro sujo, lavado na camapanha. O relatório técnico elaborado pelo Fisco Paulista  detectou irregularidades em empresa contratada pela campanha de 2014 da presidente Dilma Rousseff. A empresa, com nome de Angela Maria do Nascimento Sorocaba-ME, foi aberta em agosto de 2014 - a dois meses da eleição - e somente entre agosto e setembro emitiu notas fiscais no valor de R$ 3,683 milhões. Deste valor, R$ 1,651 milhão foi emitido em nome da campanha presidencial petista. Segundo o apurado, não há nenhum destaque de impostos nas notas fiscais emitidas e não há "registro de entrada de materiais, produtos e serviços". A empresa seria responsável por entregar produtos de publicidade, placas, standards e faixas, além de despesas com pessoal. Diante do verificado, o ministro quer que o Ministério Público paulista apure "eventual ilícito" com relação à empresa.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS