Golpe



Nunca antes neste país os governantes mencionaram tantas vezes a palavra “golpe”. Quando os líderes do PT foram flagrados no processo do mensalão, o chefão já saiu discursando que a oposição o estava perseguindo e queria realizar um ato antidemocrático . Ele e seus aliados consideram os “mensaleiros” como heróis, quando na verdade o Supremo os julgou como bandidos. Lula disse, ao passar a faixa para Dilma, que teria mais tempo para provar ao mundo que o mensalão não passou de uma perseguição política contra ele e seus amigos. Até agora não provou absolutamente nada, a não ser que a Justiça brasileira – embora branda com os condenados, pois os políticos estão quase todos na rua – pela primeira vez aplicou a lei e os condenou. Agora, nos últimos meses, a atual mandatária não larga da palavra “golpe” em suas falas e apregoa que o descontentamento do povo brasileiro é causado por terceiros e não pela incompetência de seu mandato. Golpe é querer se manter no poder mesmo sabendo que ali está por falsas promessas e por estelionato eleitoral. Golpe é esconder do povo brasileiro a realidade nua e crua da incompetência alegando sempre que o erro é dos outros e não de sua equipe.


Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS