Lula sabe que a água já passou do pescoço. A dúvida é saber até onde vai tudo isso.


Alvo de investigações que envolvem inclusive seu filho caçula, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse outro dia que “vai sobreviver” ao que chamou de “três anos de muita pancadaria”, em referência indireta a sua possível candidatura à Presidência da República em 2018. Mas a cada dia, parece que o cerco esta se fechando, e a tal pancadaria vem revestida de provas e fatos contundentes que revela que Lula tem muito a explicar.

Do seu círculo familiar mais íntimo ao time vasto de correligionários, doadores de campanha e amigos, o sistema Lula é formado predominantemente por suspeitos, presos e sentenciados. Todos acusados de receber vantagens indevidas de esquemas bilionários de corrupção oficial.

A revista Época revelou que quatro caciques do PT foram identificados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) por transações bancárias com indícios de irregularidades entre eles Lula: R$ 52,3 milhões (27 milhões em recebimentos e 25,3 milhões em transferências);

O Estadão repercutiu nesta manhã a reportagem do jornal português O Público sobre mais um escândalo envolvendo Lula e seu braço-direito, atualmente preso, José Dirceu. Ambos participaram direta ou indiretamente de negociações que teriam rendido 50 milhões de euros de propina “ao grupo petista” em uma conta de Macau, em troca das autorizações políticas necessárias a um acordo de telecomunicações luso-brasileiro. Lula sabe que a água já passou do pescoço. A dúvida é saber até onde vai tudo isso.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS