Dilma aumenta imposto sobre vinho

Comemorar antecipadamente dá nisso. Em dezembro o setor vinícola chegou a comemorar a aprovação pelo Congresso da diminuição do IPI sobre vinhos. Teve político disparando nota para imprensa se vangloriando da decisão. Mas, a presidente da República, Dilma Rousseff, vetou a medida e introduziu mudanças que mantêm o imposto alto. Ele será calculado com alíquota sobre o preço de cada produto (antes, era uma taxa fixa por quantidade produzida, independente do valor). Uma garrafa de vinho de 750ml pagava taxa fixa de R$ 0,73. Agora, será 10% do preço.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS