Michel Temer reeleito . PMDB vai ficar atrás da moita esperando os desdobramentos da crise política e das manifestações das ruas para romper com Dilma

Na convenção nacional do PMDB, realizada neste sábado, o principal partido aliado de Dilma firmou posição de duras críticas ao governo. Estranho, porque o partido é governo ! O partido decidiu que em 30 dias irá decidir sobre o rompimento com Dilma. Em suma: Vai ficar atrás da moita esperando os desdobramentos da crise política e das manifestações do povo que vais as ruas protestar. O PMDB demonstra novamente a sua condição de figurante só interessado no seu particular apetite por poder e cargos. Se bem que na convenção, o PMDB aprovou também uma moção proibindo seus filiados de aceitar cargos no governo, sob pena de expulsão. Estranho novamente. É como se o partido desejasse realçar que fala tão sério que, contrariando sua natureza fisiológica, passou a recursar cargos. Não dá para acreditar. O PMDB já demonstrou que pode ser a favor de tudo e contra qualquer outra coisa. Mas, no momento, parece decidido a provar que está contra Dilma e a favor de si mesmo. Michel Temer, reeleito disse que um dos objetivos do PMDB é “resgatar os valores da República. Que valores são esses que o PMDB diz e não incorpora ?

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS