Votação histórica para uma ideologia deturpada


São vários e curiosos os significados da expressão “votação histórica” ocorrida na Câmara para aceitar a abertura de processo contra a presidente Dilma Rousseff. Histórica por ser o início da deposição da presidente do maior partido de esquerda da América Latina. Histórica por se tratar da presidente com a pior avaliação mundial – é de se crer que haja ditadores mais bem avaliados do que a petista. É a crença trotskysta, uma das correntes fundadoras e dominantes no Partido dos Trabalhadores, de que os “burgueses”, são ruins. A ideologia da luta de classes, cada vez com outra roupagem para a mesma orientação, simplesmente cansa da simplicidade de crer que pobres devem lutar contra ricos, como se fossem inimigos, como se desejassem coisas opostas. O que despertou os olhos brasileiros foi a visão de que tal historieta precisa mais para convencer que a corrupção foi apenas um deslize de poucos e que o roubo para o Partido, foi algo involuntário. Mas atenção: O impeachment da presidente ainda não impede a ideologia de quem ensina nossas crianças com ideologias, e não fatos.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS