Vereador do PP propõe solução para a proliferação dos Flanelinhas em Bento

Um problema insuportável está prestes a ser resolvido. A atuação desordenada, ilegal e abusiva dos flanelinhas em Bento Gonçalves. O loteamento das ruas da cidade, especialmente na região do Bairro Planalto, corredor gastronômico da cidade é feito por grupos que as tratam como sua propriedade e que são formados, em parte, por pessoas que colecionam passagens pela polícia. O vereador Eduardo Virissimo (PP) protocolou um projeto de lei que promete acabar com essa prática. A ideia do vereador é regularizar esse serviço para não permitir mais que eles venham a atuar inadequadamente. A proposta é cadastrar as pessoas, mapear os locais de atuação, estabelecer critérios e utilizar formas que identifiquem os trabalhadores , como crachás, diferenciando as pessoas “do bem” daquelas envolvidas com o crime e uso de drogas. A concessão do registro depende da apresentação dos documentos de identidade, atestado de bons antecedentes, certidão negativa criminal e outros documentos.

Hoje, grupos de guardadores ocupam, em atitude intimidadora, pontos próximos as bares, hotéis e restaurantes, exigindo dos motoristas que procuram estacionar o pagamento de valores que variam conforme a demanda. Os problemas são maiores à noite. É quando os clientes chegam para jantar e, ao deixarem os veículos no estacionamento, são abordados por moradores de rua e usuários de drogas. Eles costumam oferecer “serviços de segurança privada” junto aos carros em troca de qualquer trocado.

Ora, pedir dinheiro para "olhar" os veículos não é crime. O crime é a extorsão; é o flanelinha obrigar o motorista a pagar ou não deixá-lo estacionar na vaga. 



Comentários