Para enviar R$ 2 bi a municípios, governo corta R$ 1,79 bi em emendas

Para cumprir a promessa de enviar R$ 2 bilhões aos municípios, o governo precisou cancelar despesas que já estavam previstas no Orçamento deste ano. Do total remanejado, apenas R$ 210 milhões não foram cortados de emendas de comissões e bancadas estaduais. R$ 1,79 bilhão, portanto, saiu de propostas inseridas na peça orçamentária pelos próprios congressistas.O projeto determina que os valores realocados sejam destinados à saúde (R$ 1 bilhão), educação (R$ 600 milhões) e assistência social (R$ 400 milhões), a partir dos critérios do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).Como a proposta é de remanejamento, não há perda efetiva de recursos. Há diferença, entretanto, no uso dado a essas verbas, já que passam a ser destinadas às necessidades dos município
órgãovalor cancelado
Ministério da Educação600.000.000
Ministério da Saúde454.202.968
Ministério do Desenvolvimento Social400.000.000
Ministério da Defesa294.887.583
Ministério da Justiça e Segurança Pública224.734.791
Ministério da Cultura13.307.174
Ministério do Trabalho10.600.000
Advocacia-Geral da União1.367.484
Ministério dos Direitos Humanos900.000
totalR$ 2 bilhões
As informações são do Poder 360

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS