Pasin no CIC: “• O recado das ruas é claro: o povo já não aceita mais um estado totalitário, sufocante, fisiológico e corrupto.”

O prefeito Guilherme Pasin, que palestrou para empresários durante reunião-jantar no CIC, disse aquilo que todo o governado espera de um governante. Responsabilidade no uso do dinheiro público, governar para a todos, foco, decisão, determinação e trabalho. Pasin demonstrou não estar preocupado com o cenário eleitoral municipal que se aproxima. Com afirmações importantes, o jovem prefeito de Bento deixou claro que seu compromisso é trabalhar pelo bem de todos. “O povo já não aceita mais o tipo de político que pensa só nos próprios companheiros ou nas próprias benesses, às custas do dinheiro público”, disse. Quem conhece Pasin, quem convive com ele, quem já falou com ele, quem já o questionou, sabe que Pasin é daqueles políticos que não tem compromissos com o jogo político. Tem compromisso com sua cidade, onde nasceu e vive. Afinal que culpa tem a população diante da incompetência administrativa que tinha se instalado na prefeitura de Bento há bem pouco tempo atrás? Pasin acertou em cheio quando disse “Nosso governo entende que quem possui o protagonismo das ações de uma comunidade são os próprios indivíduos que fazem parte dela. Ou seja: são vocês”, afirmou. É isso mesmo prefeito. O protagonismo é da sociedade. Durante anos estamos presenciando que o Brasil é uma sociedade marcada por formas políticas de apropriação da esfera pública em função dos interesses particularistas de grupos poderosos. As classes dominantes do país se acostumaram a fazer do Estado brasileiro seu instrumento econômico privado. O prefeito de Bento deixou claro que faz gestão com o compromisso da democracia e da luta pelo interesse da coletividade demonstrando lutar para acabar com aquilo que durante mais de um século de clientelismo consolidaram uma cultura política tuteladora e que não favorece esse protagonismo. Pasin concluiu “Se depender de mim e do meu governo, a liberdade será sempre mantida. A liberdade para trabalhar, para empreender, para estudar e para viver em harmonia. A liberdade para todos nós”. Então viva a liberdade de morar em Bento!



Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS