Possibilidade da construção de um porto em Torres foi apresentada pelo Senador Heinze em Bento

Na última quinta-feira (21), em reunião jantar no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, o Senador Luiz Carlos Heinze citou em sua fala o projeto de instalação de um novo porto marítimo em Torres-RS, no Litoral Norte do RS. A ideia de construção do porto está no plano de trabalho do Senador do PP.

No passado vários estudos chegaram a ser feitos, sobre a viabilização de portos para o Estado do RS (estudos estes geralmente encabeçados pela Marinha do Brasil). E as análises da época apontaram que, no espaço de litoral entre a cidade de Paranaguá (Paraná) e a cidade do Chuí (no RS), Torres seria o melhor lugar para a construção de portos no sul do Brasil.

O diferencial local seria da cidade ter, em frente às praias, uma espécie de “laje”, área reta contínua de mar com profundidade de cerca de 25 metros, o que facilita o trânsito de navios grandes, geralmente os que necessitam de portos para atracar e zarpar. Esta área fica entre a ponta sul do Morro das Furnas e a parte sul do Morro do Farol, e se estende cerca de 2,5 Km mar adentro. E para o engenheiro, estes seriam tecnicamente os dois pontos para a construção de novos molhes que formariam o porto.

Os empresários saíram muito otimistas com a fala de Heinze. O porto em Torres seria um importante diferencial competitivo para as indústrias da serra, pois economizaria tempo e dinheiro. Hoje os exportadores da região dependem exclusivamente do porto de Rio Grande, ou em Santa Catarina.

As vantagens para a cidade e para o Estado do RS são ECONÔMICAS e sociais, de acordo com o idealizado do projeto. Para ele, um porto gera recolhimento de impostos estaduais e municipais (além dos federais). A estrutura e todo o seu aparato gerariam milhares de empregos diretos e demandam instalações de várias outras empresas no entorno, o que reverteria em ainda mais possibilidade de progresso local.

Santa Catarina tem quatro portos grandes em um litoral de um pouco mais de 400 km. E o RS tem somente um porto (Rio Grande) num litoral de mais de 600 km. Isto gera mais custos de logísticas .

Heinze confirma que empresários da Serra Gaúcha são os mais interessados. Relata que a proposta já foi apresentada ao presidente Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, quando estiveram em Caxias do Sul no ano passado. Também já conversou sobre o assunto com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.


Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal