Setor calçadista já pratica demissões em massa

2,5 mil profissionais do setor calçadista do RS foram demitidos ...
Atingida por um recente incêndio e pela pandemia do coronavírus, a fábrica de calçados da Beira-Rio, em Mato Leitão, no Vale do Rio Pardo, decidiu demitir 1,5 mil funcionários. Os trabalhadores irão realizar o encaminhamento dos processos rescisórios nos próximos dias.

A Usaflex, com sede em Igrejinha, demitiu cerca 180 funcionários na unidade de Dois Irmãos, na Encosta da Serra. Já a Luz da Lua demitiu 92 funcionários na sua unidade de Presidente Lucena, também na Encosta da Serra.

A Paquetá fechou a sua fábrica em Teutônia, no Vale do Taquari. Segundo a fabricante e varejista do setor de calçados, a produção do local foi redirecionada para outras unidades para redução de custos. A empresa já enfrentava uma crise financeira há alguns anos, pediu recuperação judicial em 2019 e, agora, enfrenta, como o restante do setor, os impactos da pandemia na economia. São 500 funcionários que devem ser demitidos, a imprensa chegou a noticia 1,5 mil, destes 130 já cumpriam aviso prévio desde março, quando foram comunicados da sua demissão. A empresa está em recuperação judicial.

A Federação Democrática dos Sapateiros do Rio Grande do Sul já contabiliza 5 mil demissões nas indústrias de calçados.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal