Pular para o conteúdo principal

O resumo de 5 horas de depoimento de Lula à Moro


Veja aqui destaques do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz Sergio Moro nesta quarta-feira (10), em Curitiba, relacionadas pela Folha de SP.

LULA, POR ELE MESMO

"Quando um político comete um erro, ele é julgado pelo povo, não pelo Código de Processo Penal. Eu já fui julgado pelo povo."

*

"Você sabe que eu acompanho os depoimentos. Por isso que eu queria que fosse televisionado direto."

*

"Eu sei que o senhor é muito jovem, e jovem tem menos paciência com velho."

*

"Moro, eu vim aqui preparado para responder tudo o que perguntar não ficar nervoso. Sabe, se tem uma coisa que eu me preparei é para não ficar nervoso."

*

"Logo eu, que pensava que era socialista, fiz a maior capitalização da história da humanidade [da Petrobras]"

LULA X MORO

Moro: A imprensa não tem qualquer papel no julgamento desse processo. O juiz não tem nenhuma relação com o que a imprensa publica ou não publica.

Lula: O vazamento de conversas minhas, da minha mulher e dos meus filhos, foi o senhor que autorizou.

*

Lula: "Nem eu, nem o senhor, nem o Ministério Público, nem a Petrobras, nem a imprensa, nem a Polícia Federal. Todos nós só ficamos sabendo [do esquema de ex-diretores da estatal] quando foi pego no grampo a conversa do [Alberto] Youssef com o Paulo Roberto [Costa]."

Moro: "O senhor que indicou ele ao Conselho de Administração da Petrobras. É uma situação diferente de mim, que não tenho nada a ver com isso, nunca participei disso".

Lula: "O senhor que soltou o Youssef e mandou grampear. Poderia saber mais do que eu"

Moro: "Eu decretei a prisão do Alberto Youssef, é um pouco diferente".

*

Lula: "Eu queria lhe avisar uma coisa, esses mesmos que me atacam hoje, se tiverem sinais de que eu serei absolvido, prepare-se, porque os ataques ao sr. vão ser muito mais fortes".

Moro: "Infelizmente, eu já sou atacado por bastante gente, inclusive por blogs que supostamente patrocinam o sr. Então, padeço dos mesmos males em certa medida".

*

Lula: "Doutor, eu não fui convidado para a Copa do Mundo, que fui eu que trouxe para cá. Eu não fui convidado para as Olimpíadas. Ex-presidente, doutor... Não queira ser ex-ministro, ex-juiz que o senhor vai ver o que vai lhe acontecer".

Moro: "O senhor ex-presidente aí tem que reclamar com a sua sucessora, né".

*

Lula: "Eu posso falar? Eu quero evitar que o senhor brigue muito com o meu advogado".

Moro: "É o seu advogado que está brigando, eu estou tentando fluir com a audiência".

LULA X LAVA JATO

"Como eles [procuradores] contaram uma primeira inverdade, eles vão morrer contando inverdade, porque ficaram prisioneiros da imprensa."

*

"O dr. Dallagnol deveria estar aqui para explicar aquele famoso powerpoint. Aquilo é uma caçamba, onde cabe tudo."

*

"Estou sendo vítima da maior caçada jurídica que um político brasileiro já teve. Eu quando fui eleito, eu tinha um compromisso de fé. Eu me espelhava no [Lech] Walesa na Polônia, que depois de ter sido presidente tentou se reeleger e teve apenas 0,5%."

*

"Apresentem uma prova; chega de diz-que-diz."

*

"Eu falo vazamento que sai para a imprensa, porque determinadas coisas são feitas, eu conheço os vazamentos, eu sei os vazamentos, é como se o Lula tivesse pela imprensa, pelo Ministério Público, sendo procurador, procura-se vivo ou morto."

MARISA LETÍCIA E FAMÍLIA

"Eu não sabia que tinha tido visita [pela segunda vez ao triplex]. Não sei se o senhor tem mulher, mas nem sempre ela pergunta para a gente o que vai fazer."

*

"Uma das causas que ela [Marisa Letícia] morreu foi a pressão que ela sofreu."

*

"Eu tenho 71 anos de idade, 5 filhos e oito netos, e tenho netos de 4 anos de idade, de 5 anos de idade, que sofrem bullying na escola por conta de mentiras."

Postagens mais visitadas deste blog

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal

Foi apresentado nesta sexta-feira(14) para um pequeno grupo de autoridades, empresários e corretores de imóveis em Arroio do Sal, o projeto de construção do novo porto marítimo do litoral norte do RS. Um grupo de investidores russos, do Grupo Doha Investimentos e Participações SA, vai construir o porto, em Arroio Seco/Arroio do Sal. Cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos deverão ser gerados a partir da operação do porto. Os empreendedores russos têm 1 bilhão de dólares, para investir. O dinheiro já está garantido. A ideia é aproximar o comércio brasileiro da União económica euro-asiática. Um mercado comum que abrange 170 milhões de pessoas e significa um PIB da ordem dos US$ 2,2 trilhões de euros. Atualmente, a organização é composta pela Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia. O empreendimento vai modificar sobremaneira a realidade dos municípios do litoral norte, sem contar a valorização imobiliária prevista no entorno.

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Em delação premiada, o advogado Alexandre Correa Romano, da Odebrecht, contou para a Polícia Federal como manteve tórrido romance com Gleisi num hotel de luxo dos Alpes da Suíça. Lá onde o calor dos corpos costuma afastar o frio, Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT, entregou seu coração ao amante. E Paulo Bernardo, o marido traído, ficava em Brasília, seja como ministro do Planejamento, seja ocupando a cadeira principal do Ministério das Comunicações, enquanto sua estrela predileta flutuava em na realização de suas fantasias eróticas. O jornalista Mino Pedrosa conta em detalhes escandalosos as razões que estão por trás do apelido que a Odebrecht aplicou na senadora Gleisi Hoffman No rastro do advogado Alexandre Correa Romano, a Polícia Federal encontrou um flat que era utilizado para guardar dinheiro e encontros clandestinos e amorosos. Segundo documentos da Operação Lava Jato, o flat fica na rua Jorge Chamas, 334, apartamento 44, em São Paulo. Romano recebia hósp

Russos querem mesmo construir porto em Arroio do Sal

O deputado federal gaúcho Bibo Nunes apresentou ao governador Eduardo Leite, sexta-feira, o protocolo de intenções que demonstra o interesse de grupos privados russos em investir um total de R$ 3,56 bilhões na construção de um porto em Arroio do Sal, Litoral Norte do RS. O investimento, inicialmente projetado em cerca de 1 bilhão de dólares pelo secretário do Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca de Arroio do Sal, Luis Schmidt, pode chegar a US$ 2,8 bilhões. A prefeitura já concedeu viabilidade econômica para o projeto. São necessárias outras liberações. Além dos investidores russos, há investidores brasileiros, como a Doha, com experiência em portos, o Grupo Del Rio, a IG Consultoria e a GS Business. A intenção do grupo, segundo o prefeito Bolão, é instalar a pedra fundamental da obra em março de 2020.