Pular para o conteúdo principal

A mentira verdadeira e a verdade mentirosa, por Maurício Góis

O Lobo e a Raposa quiseram saber qual deles era o melhor vendedor. Os critérios eram Poder de Argumento, Arte de Expressar e Capacidade para seduzir Clientes. Mas onde seria esse teste? Depois de muito discutir decidiram que seria uma venda coletiva onde cada um exporia seu produto na Praça Central da Bicholândia. O teste seria simples: quem atraísse mais público para si seria o Campeão. E assim foi. O Lobo e a Raposa estenderam, cada um, um pano enorme com o desenho da anatomia do corpo humano e começaram a vender os produtos: uns remédios milagrosos para todas as espécies de doenças. De longe se ouviam os gritos dos dois: Atenção, senhoras e senhores bichos, este remédio é ótima para lombrigas, esse aqui cura cólicas, esse aqui é um chá da Índia que purifica o sangue, já este aqui acaba com as celulites. Por incrível que pareça o que eles falavam era verdade: os remédios curavam mesmo. Mas, por isso mesmo, o Lobo e a Raposa não estavam entendendo. Apenas umas 7 ou 8 animais estavam ouvindo a exposição dos benefícios. Por mais que gritavam, por mais que demonstravam a pleno pulmões, o público não aparecia. Mas algo chamou a atenção de todos. No outro canto da praça um mágico apareceu, arrumou seus apetrechos, espalhou um molde de esqueleto e começou a fazer mágicas: de uma cartola tirava um coração de plástico e comentava: Como está seu coração? Será que você não terá um enfarto amanhã? Gostaria de ter um coração de saúde férrea? A seguir fez um passe de mágica e fez surgir de dentro do coração uma pomba e, enquanto ela voava para as árvores da praça, o mágico argumentava: - Se você usar este remédio, seu coração vai voar de tanta saúde...Cerca de 2.000 animais se acotovelavam para ouvir a demonstração do mágico camelô. Isso irritou o Lobo e a Raposa. Como é que pode uma coisa dessa? Nós aqui falando uma Verdade e não temos público e este mágico falando uma Mentira e consegue reunir toda essa multidão? Há algo errado no ar – pensaram. Assim que a noite chegou e a multidão se dissipou o mágico estava guardando seus apetrechos quando o Lobo e a Raposa se aproximaram. E foram logo questionando: O que está acontecendo com o mundo? Nós pregamos uma Verdade e falamos sozinhos e você, pregando uma Mentira é tão aplaudido por tanta gente. O mágico pensou...pensou...colocou a mão no queixo e deu a resposta: É SIMPLES. É QUE EU PREGO A MINHA MENTIRA COMO SE FOSSE VERDADE E VOCÊ PREGA A SUA VERDADE COMO SE FOSSE MENTIRA.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Em delação premiada, o advogado Alexandre Correa Romano, da Odebrecht, contou para a Polícia Federal como manteve tórrido romance com Gleisi num hotel de luxo dos Alpes da Suíça. Lá onde o calor dos corpos costuma afastar o frio, Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT, entregou seu coração ao amante. E Paulo Bernardo, o marido traído, ficava em Brasília, seja como ministro do Planejamento, seja ocupando a cadeira principal do Ministério das Comunicações, enquanto sua estrela predileta flutuava em na realização de suas fantasias eróticas. O jornalista Mino Pedrosa conta em detalhes escandalosos as razões que estão por trás do apelido que a Odebrecht aplicou na senadora Gleisi Hoffman No rastro do advogado Alexandre Correa Romano, a Polícia Federal encontrou um flat que era utilizado para guardar dinheiro e encontros clandestinos e amorosos. Segundo documentos da Operação Lava Jato, o flat fica na rua Jorge Chamas, 334, apartamento 44, em São Paulo. Romano recebia hósp

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal

Foi apresentado nesta sexta-feira(14) para um pequeno grupo de autoridades, empresários e corretores de imóveis em Arroio do Sal, o projeto de construção do novo porto marítimo do litoral norte do RS. Um grupo de investidores russos, do Grupo Doha Investimentos e Participações SA, vai construir o porto, em Arroio Seco/Arroio do Sal. Cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos deverão ser gerados a partir da operação do porto. Os empreendedores russos têm 1 bilhão de dólares, para investir. O dinheiro já está garantido. A ideia é aproximar o comércio brasileiro da União económica euro-asiática. Um mercado comum que abrange 170 milhões de pessoas e significa um PIB da ordem dos US$ 2,2 trilhões de euros. Atualmente, a organização é composta pela Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia. O empreendimento vai modificar sobremaneira a realidade dos municípios do litoral norte, sem contar a valorização imobiliária prevista no entorno.

Russos querem mesmo construir porto em Arroio do Sal

O deputado federal gaúcho Bibo Nunes apresentou ao governador Eduardo Leite, sexta-feira, o protocolo de intenções que demonstra o interesse de grupos privados russos em investir um total de R$ 3,56 bilhões na construção de um porto em Arroio do Sal, Litoral Norte do RS. O investimento, inicialmente projetado em cerca de 1 bilhão de dólares pelo secretário do Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca de Arroio do Sal, Luis Schmidt, pode chegar a US$ 2,8 bilhões. A prefeitura já concedeu viabilidade econômica para o projeto. São necessárias outras liberações. Além dos investidores russos, há investidores brasileiros, como a Doha, com experiência em portos, o Grupo Del Rio, a IG Consultoria e a GS Business. A intenção do grupo, segundo o prefeito Bolão, é instalar a pedra fundamental da obra em março de 2020.