Lula discursa em nome de sua inocência

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender sua inocência, na noite desta quinta-feira, 20, e desafiou os investigadores da Lava Jato a encontrarem provas concretas de atos de corrupção praticados por ele. “Eu gostaria que o Ministério Público da Lava Jato, a Polícia Federal, se tiverem alguma prova que o Lula recebeu cinco centavos, por favor, me desmoralizem”, desafiou o petista em discurso de 30 minutos durante o ato em seu apoio na Avenida Paulista, em São Paulo. “O que não pode é, para tentar me prejudicar, destruir esse País.”

O ex-presidente afirmou ainda que a honestidade é um valor que aprendeu em casa e contou um episódio de sua infância. Ele disse que pensou em roubar uma maçã certa vez, mas não o fez para não envergonhar a mãe, Dona Lindu. “Se eu não tive coragem de envergonhar a minha mãe, eu não vou ter de envergonhar oito netos e agora uma bisneta.”

Para Lula, os ataques sucessivos à sua figura, ao PT e à esquerda mostram que seus inimigos estão sem saber o que fazer. “Já foram 500 tiros, (enquanto) um tiro de garrucha matou a revoada de tucanos que existia nesse país”, ironizou.

Aliás, a descoberta de R$9,6 milhões em contas correntes e investimentos do ex-presidente Lula deixou tem intrigado os investigadores da a força-tarefa da Lava Jato. Como um ex-metalúrgico, condenado por corrupção, acumulou tanto dinheiro. Certa vez, Lula disse cobrar US$200 mil por “palestra”, mas desde 2015 Lula não faz palestras.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS