FHC insiste para que PSDB desembarque do governo

Preocupado com as chances eleitorais do PSDB para 2018, Fernando Henrique Cardoso defende que os tucanos desembarquem do governo Temer após a Convenção que o partido realizará no próximo mês de dezembro, ainda que continuem apoiando no Congresso as reformas econômicas. Segundo o ex-presidente da República e presidente de honra do PSDB, se o partido não reagir assim "sua confusão com o peemedebismo dominante o tornará coadjuvante na briga sucessória". Fernando Henrique Cardoso pede uma mudança de rumo em um artigo intitulado Hora de decidir que foi publicado em vários veículos.

FHC reconhece que o PSDB não vai "deixar de pagar por ter dado a mão ao governo Temer e de tê-la chamuscado por inquérito". Ele defende a decisão de ter apoiado o impeachment contra Dilma Rousseff e ter entrado no governo, mas acredita que agora a situação chegou a um "ponto crítico" e que os tucanos precisam tomar uma decisão.

A verdade é que Temer não precisa mais do PSDB, pois já se livrou das duas denúncias feitas contra ele pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot. Os votos do PSDB foram importantes para mandar as ações para o arquivo. Se Temer já não precisa mais do PSDB, o PSDB também não quer mais ser identificado com o governo do PMDB. Como disse Fernando Henrique Cardoso, os tucanos correm o risco de se tornarem coadjuvantes na eleição presidencial do ano que vem se permanecerem no governo.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS