Comércio em crise: Máuina de Vendas fecha mais de 100 lojas


A Máquina de Vendas, terceiro maior grupo de varejo eletroeletrônico do País, fechou de 100 a 130 pontos entre março e abril. O corte equivale a cerca de 10% da base de lojas do grupo, que tinha aproximadamente mil unidades. Os pontos eram alugados e contratos foram cancelados, segundo reportagem do valor Econômico que apurou que cerca de 40% dos fechamentos referem-se às lojas da rede Eletro Shopping, uma das varejistas da Máquina no Nordeste, que também opera com a marca Insinuante na região. O restante dos fechamentos (60%) equivale às operações das redes Ricardo Eletro, Insinuante e City Lar.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal