PT, PSDB e PMDB terão fatia menor de recursos para campanha em 2018

Partidos que controlaram a maior parte do dinheiro gasto nas últimas eleições, PT, PSDB e PMDB verão sua fatia no bolo cair quase à metade na próxima disputa à Presidência da República, ao Congresso e a governos e assembleias estaduais em 2018. Com a proibição de que empresas financiem os candidatos, o dinheiro das campanhas do ano que vem será majoritariamente público. Além da expectativa de valores reduzidos em relação à 2014, o dinheiro oficial será mais pulverizado entre as legendas caso seja aprovada a reforma política em discussão no Congresso. As informações são da Folha de SP. Em 2014, o PT de Dilma Rousseff (reeleita naquele ano), o PSDB de Aécio Neves (segundo colocado na disputa) e o PMDB de Michel Temer (eleito vice-presidente naquela disputa) declararam gastos de R$ 3,5 bilhões, cerca de 60% do total do custo oficial das campanhas em todo o Brasil. O grosso do dinheiro, mais de 70%, veio de doações do mundo empresarial, com destaque para a JBS (a gigante do setor de carnes), empreiteiras e bancos. Aquela foi a última disputa em que o financiamento empresarial foi permitido. Por isso, a Câmara dos Deputados discute uma reforma política que tem como um dos eixos centrais a criação de um fundo público específico para as eleições, abastecido por R$ 2,185 bilhões de dinheiro dos cofres públicos. Esse valor representa cerca de um terço do que foi declarado pelas campanhas em 2014 (R$ 6 bilhões, em valores atualizados), mas está associado à mudança do modelo de eleição de deputados federais e estaduais para a chamada "lista fechada", de custo menor. Nesse modelo, o eleitor vota em um conjunto de políticos, não em candidatos isolados. Caso a lista não seja aprovada, deputados defendem que o novo fundo tenha seu valor triplicado.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal