Bento já regulamentou o uso de aplicativos para transporte particular de passageiros

A prefeitura de Bento Gonçalves abriu nesta semana o cadastro para motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros, como o Uber. A lei regulamentando a atividade foi sancionada pelo prefeito Guilherme Pasin no dia 12 de setembro e publicada no diário oficial do dia seguinte, quando entrou em vigor. Até o final deste ano, a fiscalização será orientativa, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Silvio Pasin. Os condutores que trabalham por aplicativo e não estiverem cadastrados serão orientados a fazer o procedimento. Os motoristas que fizerem o cadastro receberão uma licença. A partir de 2018, os condutores que não estiverem regularizados estarão sujeitos a multa. Para atuarem, os motoristas pagarão uma taxa anual de cerca de R$ 500.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal