Montadoras se recuperam e vão investir R$ 15 bilhões

Em uma reversão nos ânimos de um setor que sofreu duro baque na crise econômica, oito montadoras vão colocar no país quase R$ 15 bilhões atê 2022, em um movimento iniciado em março. A Mercedes-Benz afirma que investirá R$ 2,4 bilhões nas fábricas de caminhões e ônibus, e a Volkswagen projeta crescimento de 40% nas vendas para os próximos quatro anos. Para Pablo Di Si, presidente da Volks no Brasil, a economia seguirá crescendo “e se observa um descolamento [dela] da política”. A Scania anunciou R$ 2,6 bilhões, e a Toyota, R$ 1 bilhão. GM, Volvo, Renault e MAN também divulgaram investimentos neste ano. As exportações ajudaram na reação: espera-se a venda recorde de 745 mil unidades no mercado externo em 2017. De 2013 a 2016, o setor sofreu com queda de 42% na produção, e mais de 35 mil postos de trabalho foram fechados. Para este ano, a Anfavea (associação dos fabricantes) estima que o setor possa chegar a 2,7 milhões de unidades produzidas, 500 mil a mais do que em 2016.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal