Startup de Bento vence mais uma

A Business France , agência do governo francês de apoio à internacionalização da economia, responsável por impulsionar o crescimento das exportações da França e facilitar investimentos estrangeiros no país promoveu em São Paulo o Reveal&Invest Day, um concurso de apresentações de 14 startups brasileiras e francesas interessadas em fechar contratos nos dois mercados. Para vencer a competição, os empresários tinham três minutos para defender, em inglês, planos de negócios para uma banca de jurados formada por representantes de companhias como Ericsson, TIM e Waze, além de entidades de fomento ao empreendedorismo como Anjos do Brasil, Startup Farm e o French Tech Hub São Paulo. Os vencedores ganharam uma viagem de ida/volta França-Brasil, oferecida pela Air France, e programas de softlanding (início de atividade) em incubadoras no Brasil e na Europa.

O escolhido entre as iniciativas brasileiras foi o empresário Ezequiel Vedana da Rosa, fundador e CEO da Piipee, de Bento Gonçalves (RS). Fundada em 2015, a companhia de três funcionários já conquistou mais de 400 clientes. A maioria é de grandes organizações, como Braskem, ArcelorMittal e M.Dias Branco. A Piipee desenvolveu um sistema que promete reduzir em até 80% o consumo de água usada nas bacias sanitárias. Funciona com um 'dispenser' acoplado ao vaso. Ao ir ao banheiro, o usuário não aciona a descarga, mas o dispositivo da marca, que libera uma solução biodegradável. "O produto remove o odor, altera a coloração da água e higieniza o sanitário, sem a necessidade de gastar o líquido com a descarga", diz Rosa. O 'dispenser', com um refil de 500 ml da solução, custa a partir de R$ 104. A empresa faz vendas on-line, mas o plano é entrar no varejo. "Entre 2016 e 2017, crescemos 250%." Segundo Rosa, o acionamento do Piipee é mais barato que o custo de uma descarga. "A economia pode ser de até R$ 0,20, por vez, conforme a região". Alguns clientes conseguiram reduzir em mais da metade o consumo total de água, afirma. As exportações da solução começaram em abril, com contratos no México e Moçambique. Mais dez novos países estão na mira do empresário, que pretende abrir, em breve, um escritório no exterior. Além da França, a Piipee quer chegar à Espanha e Portugal, além de mais países africanos. Toda a fabricação é terceirizada com parceiros, o que garantiu um rápido crescimento nas entregas. Em outubro, a Piipee venceu o desafio Sebrae Like a Boss 1 Up, competição realizada em diversas etapas, desde a Campus Party São Paulo, no início do ano. A ação oferece consultoria aos empresários. Também entrou no Accelerate 2013, realizado pelo espaço de empreendedorismo Impact Hub, na Suíça, junto com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal