Curiosidade faz de Valéria Monteiro o tema da vez em se tratando de eleições

Desde sábado (6), quando postou um vídeo no Facebook no qual comparou o discurso de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao de Adolf Hitler, a jornalista e ex-apresentadora do "Jornal Nacional" e outros programas da TV Globo, Valéria Monteiro, de 52 anos, tornou-se a nova celebridade na internet. Pré-candidata à Presidência, ela se filiou na manhã de sexta-feira (12) ao PMN. O vídeo, com 3 milhões de visualizações no Facebook, foi compartilhado pelo próprio Jair Bolsonaro.

Valéria Monteiro afirma que não quis fazer nenhuma ofensa ao deputado federal, mas chamá-lo para o debate. "Considero que as idéias que ele propaga dividem ainda mais o Brasil e trazem uma incitação a uma violência ainda maior do que sofremos". No ato de filiação, a jornalista fez um discurso evocando o diálogo, a esperança e a reconciliação entre brasileiros. Ela diz que seu objetivo é compor uma união nacional para mudança dos padrões atuais da política. Valéria diz que quer levar ao partido a luta pela igualdade salarial entre homens e mulheres, como estabelecido na Islândia. "Espero poder contribuir para uma discussão maior da condição feminina no Brasil. O País não pode funcionar só com metade da sua população. Podemos fazer um Brasil muito mais rico com as mulheres, negros, LGBT e todos envolvidos nessa construção".

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal