Emater estima redução de 15% a 20% na safra da uva

Dados da Emater/Serra referentes a previsão de colheita de frutíferas na safra 2017/2018 aponta uma redução de cerca de 20% em relação à safra 2016/2017. As informações são da ZH.

O levantamento envolve 55 municípios, os 49 da regional da Emater na Serra e mais seis da região de Passo Fundo e Lajeado.

A uva, principal cultura da região, terá uma quebra de cerca de 15% a 20%. Mesmo assim, a colheita deve se manter na média. Já espécies como a macieira, pessegueiro, ameixeira, caquizeiro, laranjeira e bergamoteira deverão apresentar produtividade abaixo da média.

De acordo com a Emater/Serra, a maturação e colheita de todas as espécies está antecipada em média em 20 dias devido às condições climáticas. Um dos fatores é a falta de horas de frio. São contabilizadas como horas de frio temperaturas abaixo de 7,2 °C. A medição feita pela Embrapa Uva e Vinho, localizada em Bento Gonçalves, contabilizou 188 horas de frio em 2017, abaixo das 410 da média histórica. Quando a planta tem menos horas de frio do que o recomendado, a planta produz menos frutos, além de frutas menores do que o normal. Estimativa aponta que produção de uva na Serra Gaúcha será de 720 mil toneladas nesta safra

Outro fator que contribui para a quebra foi a alta produtividade da safra anterior, que impôs um grande consumo de nutrientes e exauriu as plantas, impactando neste ciclo.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal