Café com o presidente e o COAF

Resultado de imagem para cafe com o presidente bolsonaro maia
Dois dias após os atos favoráveis ao governo, em que Legislativo e Judiciário foram criticados, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com os presidentes do STF, Dias Toffoli; da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Em café da manhã no Alvorada, os chefes dos Poderes discutiram um pacto para acelerar a aprovação de pautas de interesse do governo. Além das reformas da Previdência e tributária, Bolsonaro quer medidas para combater o crime organizado e a corrupção. A meta é assinar o pacto até 10 de junho.

O objetivo é lançar o documento - um conjunto de medidas para tirar o País “do fundo do poço”, segundo o ministro Paulo Guedes.. Com tom genérico, o pacto fala em reforma da Previdência, modernização do sistema tributário, desburocratização administrativa, repactuação federativa e combate à corrupção. Bolsonaro disse não querer conflito na relação entre os Poderes. Fora do Planalto, Dias Toffoli é o maior entusiasta da proposta. Maia disse que vai consultar deputados antes de assinar o documento. Na Câmara, líderes demonstraram ceticismo.

Ontem, ainda, os Senadores aprovaram ontem a retirada do Coaf - órgão que investiga transações financeiras - das mãos de Sérgio Moro (Justiça) e passaram para Paulo Guedes (Economia). A votação ocorreu após apelo de Jair Bolsonaro para que a medida provisória da reforma administrativa, que reduz o número de ministérios de 29 para 22,fosse aprovada como veio da Câmara, sem alterações. O texto-base da MP foi aceito por 70 votos a 4. O resultado é considerado uma vitória para o governo.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal