Governador Eduardo Leite palestrou na CIC em Caxias nesta quarta


O governador Eduardo Leite (PSDB) cumpriu agenda na Serra Gaúcha nesta quarta-feira, 5.

Na palestra, intitulada “Desafios e oportunidades para o RS”, realizada na CIC, Leite explicou que a palavra de ordem dessa gestão é “competitividade”. “Um Estado como o nosso, com vocação para o trabalho, tem de se colocar em condições de competir no Brasil e no mundo. Temos de trabalhar para recuperar o tempo perdido e, aqui, temos o povo gaúcho, que já sabe empreender. Precisamos dar mais espaço para esse empreendedorismo, e a resposta virá”, garantiu.

A redução dos custos logísticos, tributários e de infraestrutura, assim como a diminuição da burocracia, são alguns dos pilares elegidos pelo governo para retomar a competitividade do Estado. Leite citou o investimento de R$ 300 milhões em estradas, o programa RS Parcerias, a privatização de três estatais, os programas Descomplica RS, RS Digital e RS Sustentável, o novo Código Ambiental, a Receita 2030 e a reforma estrutural da máquina pública como algumas das ações tomadas pela gestão para buscar o ajuste fiscal e para retomar o desenvolvimento econômico do Estado. Além disso, o programa RS Seguro procura deixar a população mais segura, com investimento em prevenção, combate ao crime e inteligência.

Como próximos desafios, Leite citou a reforma tributária e a revisão das isenções fiscais. O governador agradeceu o apoio e a confiança dos empresários de Caxias do Sul. “As reformas aprovadas na Assembleia serão de grande ajuda, mas não serão, por si só, a única solução para as contas do Estado. Precisamos contar com o apoio e os investimentos da iniciativa privada e, por isso, estamos trabalhando para tornar o ambiente de negócios mais atraente no RS”, reforçou.

O presidente da CIC, Ivanir Gasparin, reconheceu a importância da Reforma RS, dos quais sete dos oito projetos foram aprovados pela Assembleia na semana passada. “Graças à coragem e à determinação do governador, conseguimos, com apoio dos deputados, derrubar esse tabu. Nossos representantes pensaram na próxima geração”, destacou. O presidente da CIC ainda entregou uma lista de demandas ao governador.

Os secretários Claudio Gastal (Governança e Gestão Estratégica), Fernando Mattos (adjunto da Inovação, Ciência e Tecnologia) e Ruy Irigaray (Desenvolvimento Econômico e Turismo) acompanharam todas as agendas na Serra gaúcha. Os deputados Carlos Búrigo, Elton Weber, Fran Somensi e Neri, o Carteiro também estavam presentes.

Após a palestra na CIC, o governador participou de reuniões com a seção do Laboratório de Referência Enológica (Laren), Comissão Interestadual da Uva, integrantes do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e com a diretoria da Marcopolo onde também visitou a fábrica em Ana Rech.  ( Fonte: SECOM).

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal