CNC estima em 84% de queda no faturamento do turismo no Brasil

Surto de coronavírus afeta Turismo mundial | Mercado
A economia do turismo registrou perdas de R$ 11,9 bilhões em volume de receitas na segunda metade de março, quando ocorreu intensificação do avanço da covid-19 no país, originada por contaminação pelo novo coronavírus. Isso na prática representou queda de 84% no faturamento do setor, em comparação com igual período no ano passado. É o que mostrou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em levantamento sobre o tema.

Ainda de acordo com a entidade, a nova doença, que motivou isolamento social e suspensão de algumas atividades de serviços - como forma de evitar aglomerações e conter disseminação da covid-19 - já havia levado a prejuízo de R$ 2,2 bilhões na primeira quinzena de março. Isso, na prática, conduz a um prejuízo de R$ 14 bilhões ao setor de turismo no mês passado.

O impacto da covid-19 na economia do turismo tem potencial de reduzir 295 mil empregos formais em apenas três meses, estima a entidade.

Em comunicado, a CNC destacou que, ao longo de março, houve intensificação de medidas visando a redução do ritmo de expansão da covid-19, como o isolamento social e o fechamento das fronteiras a estrangeiros em diversos países. A iniciativa reduziu drasticamente o fluxo de passageiros em todo o mundo e levou a uma taxa de cancelamento de voos inédita no Brasil, observou a entidade.

Segundo cálculos citados pela confederação, considerando os 16 maiores aeroportos do País, responsáveis por mais de 80% do fluxo de passageiros, as taxas de cancelamento de voos nacionais e internacionais saltaram de uma média diária de 4% nos primeiros dias de março para 88% até o final daquele mês. Já o número de voos confirmados diariamente recuou 91% – em relação à última semana de fevereiro.( Fonte: Valor).





Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal