Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

Últimas

Garibaldi realiza Fenachamp Outra marca do empreendedorismo da serra e da força do trabalho de seus colonizadores volta a cena a partir de hoje. Falo da Fenachamp em Garibaldi. A Festa Nacional do Champanha valoriza é claro o produto- espumante, mas mais do que isso valoriza sua cidade, sua região, sua gente. Aliás sobre o espumante , são mais de 30 vinícolas confirmadas no evento que respondem por 95% produção nacional de espumantes e moscatéis. A festa também irá reunir a tradição da colonização italiana e agroindústrias familiares em uma vila típica, diversificada gastronomia, shows, feira comercial e industrial, além de possibilitar ao visitante conhecer a cultura, os costumes e as atrações turísticas da região e participar de cursos de degustação de espumantes e gastronomia. A Fenachamp 2009 terá quatro finais de semana de realização, de sexta a domingo, num total de 14 dias. Lembro de um tempo em que na região tínhamos festas memoráveis, como a FEMAÇA em Veranópolis,

Últimas

O resultado da votação sobre o destino do Vale dos Vinhedos, deixou claro que há situações incompreensíveis no comportamento de alguns vereadores com seus partidos. Vereadores do mesmo partido com votos diferentes. E partidos em que se esperava oposição ao governo se tornaram aliados. O genial humorista Millôr Fernandes nos conta com a fábula fabulosa “Mudanças Radicais Imutáveis”. ... Olin-Pin, abastado negociante de óleos e arroz, vivia numa imponente mansão em Kin-Tipê. A sua posição social e a sua mansão só não eram perfeitas porque, à direita e à esquerda da propriedade, havia, há algum tempo, dois ferreiros que ferreiravam ininterruptamente, tinindo e retinindo malhos, bigornas e ferraduras. Olin-Pin, muitas vezes sem dormir, dado o tim-pin-tin, pan-tan-pan a noite inteira, resolveu chamar os dois ferreiros, e ofereceu a eles 1000 iens de compensação, para que ambos se mudassem com suas ferrarias. Os dois ferreiros acharam tentadora a proposta (um ien, na época, valia mil euro

Últimas

Estes são os que permitem a construção de loteamentos no Vale dos Vinhedos: Airton Minúsculi (PT) Adelino Cainelli (PP) Ivar Leopoldo Castagnetti (PMDB) Marcos Barbosa (PRB) José Élvio Atzler de Lima (PMDB) Gilmar Pessuto (PSDB) Estes apoiaram o veto do prefeito e são contra a instalação do loteamento no Vale: Vanderlei Santos (PP) Neilene Lunelli Cristófoli (PT) Mario Gabardo (PMDB) Valdecir Rubbo (PDT) – Presidente da Câmara, só vota em caso de empate, mas se declarou contra o veto do prefeito Neri Mazzochin (DEM) – ausente Aconteceu o que boa parte da imprensa e da opinião pública de Bento Gonçalves já sabia. Os vereadores derrubaram o veto do prefeito Roberto Lunelli e ficou liberado a construção de loteamentos no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves. Agora é esperar para ver o que a justiça irá decidir sobre a ADIN- Ação Direta de Inconstitucionalidade que a Aprovale vai protocolar nos próximos dias. Esta decisão, abre um perigoso precedente, podendo detonar o processo de es

Últimas

O destino do Vale na mesa hoje... Uma segunda-feira que será marcada pela polêmica em Bento Gonçalves pois há uma expectativa para se saber que decisão a Câmara dos Vereadores adotará sobre o projeto de zoneamento do Vale dos Vinhedos. Aquele que autoriza inclusive a criação de lotes populares. Depois de ter sido desarquivado repentinamente, sem tempo para debate público, ter sido votado, aprovado e em seguida vetado pelo prefeito, agora o projeto esta novamente na câmara. Todos querem saber como os vereadores irão interpretar o veto do prefeito. Se derrubarem o veto, com se anuncia, restará saber se o prefeito irá recorrer da decisão à justiça. Mesmo que ele não faça isso, a Aprovale , associação que representa empresários e produtores no Vale, ingressará em juízo com uma ADIN- Ação Direta de Inconstitucionalidade, alegando vício formal e relatando diversas irregularidades no tramite do projeto. A propósito, a direção da Aprovale parece que passou o fim de semana tentando convenc

Últimas

Informa o site Congresso em Foco: por mês, o Supremo Tribunal Federal abre, em média, 10 investigações contra deputado e senador. Nas últimas 12 semanas de atividade do tribunal, foram 30 procedimentos judiciais contra 25 parlamentares. Diz o site que, desses 25 congressistas, 21 já haviam respondido a algum tipo de processo segundo o levantamento anterior, feito em março. A maioria dos inquéritos e das ações penais acaba arquivada por prescrição ou falta de provas. Em outros casos, as investigações se arrastam na corte por todo o mandato parlamentar até voltar às instâncias inferiores da Justiça quando o congressista deixa de se reeleger, diz o site. Pelo menos nove tipos de crime teriam sido cometidos pelos acusados, sendo mais frequentes os de responsabilidade e peculato (apropriar ou desviar valores, bens móveis, que o funcionário tem posse justamente em razão do cargo/função que exerce) e contra a Lei de Licitações. Dos 27 Estados brasileiros, 23 têm parlamentares sob process

Últimas

Enquanto decidem se Manuel Zelaya está abrigado, asilado, foragido, infiltrado, escondido, recluso, etc e tal, na embaixada do Brasil ele... ------------------------- Pedágios. Tem muita coisa mal explicada nesta história dos pedágios. Aliás, o tema “pedágios” para nós gaúchos, foi sempre um tema muito obscuro, cheio de questionamentos, com rejeições e com reclamações constantes. Um negócio só se torna bom negócio quando é bom para as duas partes. No caso dos pedágios nunca pareceu ser um bom negócio. De um lado o governo alegando prejuízos, de outro as concessionárias alegando o mesmo e os usuários sofrendo com falta de opções, preços abusivos e pouco beneficio. Agora para devolver à União as estradas federais, o governo do Estado usou como estratégia um ofício de cobrança extrajudicial das concessionárias de rodovias, com pedido de compensação por desequilíbrio de contratos de concessão com uma conta superior a R$ 1 bilhão. Mas que desequilíbrio? Esta é outra questão que não dá

Deu na imprensa

A Prefeitura de Bento Gonçalves irá presentear os servidores públicos municipais concursados ativos e inativos com um vale-presente no valor de R$ 100,00 em comemoração ao dia do servidor público, 28 de outubro. O projeto de lei encaminhado a câmara de vereadores deverá ser votado nos próximos dias. Isso vai custar R$ 250 mil. O executivo alega que os recursos foram obtidos devido à economia com a redução dos cargos em comissão desde o inicio deste ano. Lunelli poderia manter pouco mais de 240 CC’s, mas decidiu manter cerca de 60. Ainda assim, houve aumento no percentual gasto com a folha de pagamento conforme relatório do primeiro quadrimestre. Saltou de 39,57% para 41,21%. Ou seja, considerando o discurso do prefeito Lunelli, que era de promover um enxugamento nas despesas na prefeitura, inclusive diminuindo secretarias de 15 para 10, temos a nítida impressão que a idéia está indo pro ralo. O atual governo perdeu arrecadação, distribuiu mais dinheiro para entidades, não economiz

Últimas

O governo do prefeito Lunelli de Bento Gonçalves têm se vangloriado de ter encaminhado recentemente diversos projetos com pedidos de verbas federais a juros subsidiados ou a fundo perdido para a implementação de algumas políticas públicas e investimentos . Mas desta vez perdeu o trem. Mais de 140 municípios gaúchos foram considerados pelo ministério da Agricultura aptos para o plantio de cana de açúcar destinada à produção de etanol (e açúcar), dentro dos critérios de alta, média e baixa aptidão. Os detalhes estão no decreto 6.961, publicado na última sexta-feira no Diário Oficial da União. Nesta semana uma reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), estabelecerá os critérios para a concessão de crédito rural e agroindustrial à produção e industrialização do setor sucroenergético (cana, açúcar e biocombustíveis). Bento poderia ter sido incluído na lista se tivesse encaminhado o projeto contemplando os produtores do Vale das Antas, onde há uma micro região produtora de cana e que pod

Últimas

Boa notícia para exportadores. Saiu ontem. Pressionado pelos empresários o BNDS pode ceder e ajudar quem esta sendo afetado pelo câmbio. Acontece que como o dólar flutua, como disse certa vez o presidente Lula alguns setores estão perdendo mercado no exterior e o pior, estão vendo os artigos importados invadirem seu quintal. Alguns sugerem a taxação sobre entrada de capital especulativo. É o caso do setor de vestuário. O siderúrgico, que historicamente exporta 40% da produção, também reclama. O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse nesta quinta-feira que quer aumentar a ajuda ao setor exportador. Coutinho disse que vai pedir autorização ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, para que seja ampliada a linha de pré-embarque para bens de capital (máquinas e equipamentos). Bom sinal. ------------------------------------ Maiores cidades da serra abrem mais vagas de emprego na indústria Na serra gaúcha, entre as cidades com mais de 30 mil habitantes, Bento Gonçalves é o município

Últimas

Enquanto isso... Em Bento Gonçalves, o prefeito Lunelli, do PT, que tinha prometido uma reforma administrativa, reduzindo secretarias, extinguindo os cargos de secretários adjuntos e outras mudanças, não fez e já se comprometeu na criação de duas novas secretarias. A de segurança e de cultura. Na de cultura, que ainda não foi criada, tão pouco apresentada à Câmara de Vereadores, já tem gente se nomeando secretário. Uma secretaria significa um gasto anual aproximado de R$ 600 mil. Mesmo assim é muito mais do que a verba que será destinada a cultura no município que deve ser de R$ 400 mil. Ou seja, vamos gastar mais criando uma secretaria do que investindo na promoção da cultura. O que chama a atenção nisso, é que o presidente da Fundação Casa das Artes já declarou na imprensa que será o secretário. Disse que vai acumular os cargos de presidente e de secretário. Quer dizer então que não temos secretaria, mas já temos secretário? Há e já temos secretário adjunto. Será Pedro Júnior, que

Últimas

O brasileiro está tomando mais vinho Divulgação, frio intenso no inverno e fiscalização sobre produtos como sangrias e coquetéis fizeram com que fossem vendidos 15 milhões de litros a mais de vinhos gaúchos nos primeiros sete meses deste ano do que no mesmo período de 2008. Com a alta, de 13,3%, o Rio Grande do Sul alcançou a marca de 127,9 milhões de litros da bebida comercializados de janeiro a julho de 2009. As informações foram divulgadas ontem pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). Somando os resultados nacionais com os dados de importação, se pode deduzir que o brasileiro está mesmo bebendo mais vinho. Quanto aos espumantes e ao suco de uva, respectivas altas de 20% e 38% nas vendas no período em relação a 2008. E olha que estes dados são só dos gaúchos pois nos outros estados não há cadastros. ------------------------------------ Através do Projeto Brazilian Furniture, 10 grandes fabricantes de móveis brasileiros participam da 2ª edição da Las Vegas Market, nos Estados

Últimas

Estamos experimentando em Bento Gonçalves, algo que em Caxias já se tornou comum e em outras cidades como Flores da Cunha e Farroupilha logo, logo começará a ser percebido. Falo da proliferação dos painéis luminosos, outdoors, placas, faixas. Estes painéis fazem parte do dia-a-dia da população. Este tipo de mídia pode até apresentar algum tipo de retorno publicitário em curto prazo, mas causa prejuízo à paisagem urbana. Quando em grande número, as propagandas não surtem mais os seus objetivos e geram sim poluição visual. Na medida em que o mundo começa a se conscientizar da importância da preservação dos espaços, urbanos ou não, esse tipo de propaganda está se tornando antipática. A poluição visual é o excesso de informações sem critérios que não permite ao homem receber adequadamente as informações que se busca transmitir. E é aí exatamente onde esta o problema. Os critérios. Desconheço a lei municipal que permite esta proliferação em ritmo acelerado nos últimos dias. Se a quantida

Últimas

É bem provável que a Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves vá derrubar o veto do prefeito Roberto Lunelli sobre o projeto de zoneamento do Vale dos Vinhedos que irá criar lotemento com terrenos de 200 metros quadrados. Seis vereadores de um total de 11 , Segundo a imprensa já teriam revelado seu voto contrário ao veto do prefeito. Se isso se confirmar a prefeitura poderia tentar reverter a decisão no âmbito jurídico. Alegando vício de origem, sob o argumento de que os vereadores não poderiam desarquivar um projeto de origem do executivo o prefeito poderia conseguir manter sua decisão. As perguntas: teria o prefeito intenção de entrar nesta disputa jurídica? Quem ganha ou quem perde com isso? Há outras questões que ainda não foram bem esclarecidas. Porque o projeto que estava na gaveta foi desarquivado e votado rapidamente? Porque não se deu oportunidade ao debate através de audiências públicas? Quem é o dono da área de terras que seria loteada no vale e o que pensa sobre isso? Porque

Últimas

Bem que poderia ser para o vinho também. O Brasil vai cobrar sobretaxa na importação de sapatos chineses, US$ 12,47 em cada par, nos próximos seis meses, decidiu a Câmara de Comércio Exterior (Camex), que já publicou seu ato no Diário Oficial da União. De janeiro a julho, o preço médio desses calçados foi de US$ 8,32/par. Bem menos de R$ 20. O processo contra o dumping nas exportações chinesas de calçados para o Brasil foi rápido: corre desde outubro, aberto pela Associação Brasileira de Calçados (Abicalçados). A alíquota será cobrada aos calçados de couro ou com couro na parte de cima do produto, nos sintéticos, nos feitos com material têxtil e outros - ou seja, 99,5% das importações chinesas. Não serão taxados calçados para os segmentos médico-hospitalar e de segurança do trabalho, as sandálias praianas,as alpercata e os impermeáveis/injetados, sapatos para esqui e surfe na neve, além de sapatos para bebês feitos 100% com tecidos. Passados seis meses, o Ministério do Desenvolvim

Últimas

Embora as convenções partidárias não tenham sido realizadas e nem tampouco as pré-candidaturas tenham sido lançadas, o fato é que as articulações e as estratégias de campanha para o pleito eleitoral de 2010 já se iniciaram. Alguns candidatos e partidos seguem elaborando planos e negociando coligações. O PMDB regional parece dispor de vários nomes para a composição da nominata de candidatos a Assembleia Legislativa, porém à Câmara Federal a situação já não é a mesma. Os atuais deputados do partido demonstram pouca disposição para continuar e a renovação política encontra muita dificuldade. O ex-prefeito de Bento Gonçalves, Alcindo Gabrielli, declarou esta semana em entrevista a Rádio VIVA News que está disposto a concorrer pela região a uma vaga na Câmara Federal- desde que seja um projeto politico partidário regional e não um projeto pessoal- declarou. Gabrielli vislumbra mais possibilidades da região eleger um representante em Brasília do que um Deputado Estadual onde a elição estari

Últimas

Bolsa liderou ranking dos melhores investimentos de agosto Bolsa, 3,15% Euro, 1,65% Dólar comercial, 1,29% Fundos cambiais, 1,01% CDI, 0,69% Fundos de Renda Fixa, 0,69% CDB prefixado 30 dias, 0,62% Poupança, 0,52%. Ouro, 0,35% --------------------------------- Lançamento do Agroshow Nova Petrópoilis lança às 17h desta quinta (03) na Expointer em Esteio a quinta edição de seu Agroshow, marcado para 24 a 27 de junho de 2010 em seu Centro de Eventos e projeta a participação de agricultores familiares e um público de 40 mil pessoas de 320 municípios do Estado. Seu foco será realizar uma exposição de tecnologias e experiências para os agricultores poderem aplicar em suas atividades. ---------------------------------- Classe empresarial de Farroupilha presta homenagem a Benildo Perini Será no dia 25 de setembro a homenagem que a CICS de Farroupilha fará ao empresário Benildo Perini, da Vinícola Perini. Ele receberá o troféu O Empreendedor . Esta será a 16ª edição do evento. ----------

Últimas

Cinco partidos queriam, 12% dos eleitores preferem, mas Caleffi diz não As articulações e reuniões par tidárias para a definição dos prováveis candidatos as eleições de 2010 seguem em ritmo acelerado. Em Bento Gonçalves os principais partidos políticos negociam coligações e buscam definir nomes de consenso para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. O atual presidente da Fetransul- Federação das Empresas de Transportes de Cargas do RS, Paulo Caleffi revelou esta semana em entrevista ao programa Negócios e Mercado da Rádio VIVA News que tinha intenção de concorrer. Caleffi disse que foi procurado por cinco partidos políticos e que soube de uma pesquisa feita entre prováveis eleitores que lhe conferiram 12% de preferência. No entanto Caleffi, alegando compromissos profissionais, afirmou que não irá concorrer. Na próxima quinta-feira (03) o Fórum das Entidades de Bento Gonçalves lança o movimento Vote Consciente – Candidato Único, mobilização que pretende garanti