Governo do estado mente para o povo de Bento


Foram várias as vezes que se ouviu o discurso proferido pelo governo do estado de que na rubrica segurança do orçamento não havia dinheiro para a construção do presídio em Bento Gonçalves. As afirmações do governador Tarso Genro e do Secretário Estadual de Segurança, Airton Michels, fizeram com que a população de Bento, suas lideranças e inclusive o judiciário tivessem que buscar alternativas, que até agora foram em vão. Em abril passado, em Bento, o secretário Airton Michels declarou que para esse ano não havia recursos e para 2014 não havia nenhuma garantia por se tratar de um ano eleitoral. Tarso também já disse que não há dinheiro “ houve a verba para Bento, mas infelizmente se perdeu e agora o caso precisa ser reestudado”. Uma Ação civil pública pede construção de novo presídio . Os Promotores de Justiça de Bento Gonçalves Gilson Borguedulff Medeiros e Alécio Silveira Nogueira chegaram a ajuizar uma ação civil pública pedindo que o Estado do Rio Grande do Sul desative o atual presídio da cidade e construa outro novo. Em caráter liminar, a ação solicita que o Judiciário determine a imediata inclusão de previsão orçamentária das despesas necessárias para a construção da casa prisional. Pois bem, isso foi feito. O recurso foi previsto no orçamento do estado este ano. (clique na imagem ao lado). Mas onde foi gasto? O que foi feito com o dinheiro previsto? Qual a pasta do governo que consumiu o recurso que não era seu? Foi pro caixa único para pagar outras contas? Ou simplesmente foi cortado do orçamento porque o governo Tarso gastou demais? Respostas que o governo deve para o povo de Bento.

A propósito: Airton Michels palestra na CIC de Caxias nesta segunda. Michels vai falar sobre as ações de segurança pública no estado. Seria bom que ele explicasse onde foi o dinheiro que estava no orçamento deste ano.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS