A parábola dos dois fazendeiros de David Hume



Teu milho está maduro hoje; o meu estará amanhã. É vantajoso para nós dois que eu te ajude a colhê-lo hoje e que tu me ajudes amanhã. Não tenho amizade por ti e sei que também não tem por mim. Portanto, não farei nenhum esforço em teu favor; e sei que se eu te ajudar, esperando alguma retribuição, certamente me decepcionarei, pois não poderei contar com tua gratidão. Então, deixo de ajudar-te; e tu me pagas na mesma moeda. As estações mudam; e nós dois perdemos nossas colheitas por falta de confiança mútua.
Em outras palavras: “Teu mandato é hoje, e o meu será amanhã. É vantajoso para nós dois (e especialmente para o povo) que eu te ajude a administrar hoje e que tu me ajudes amanha.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS