Inadimplência entre consumidores de Bento cresce 15% no primeiro semestre

Dados divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BG) apontam que, nos seis primeiros meses do ano, a inadimplência aumentou 15%, em valores, ultrapassando os R$ 8 milhões no município. O número de devedores, no entanto, cresceu apenas 3,10% no período. Isso significa que as pessoas estão contraindo mais dívidas – e maiores.Segundo relatório da CDL-BG, as pendências referentes a compras com valores acima de R$ 2 mil foram as que mais tiveram alta, ou seja, um aumento de mais de 20% em relação ao ano anterior. Porém, as pequenas contas, com valores de até R$ 500, ainda são as mais representativas no setor, correspondendo a 80% das pessoas devedoras e a 40,20% do valor. Os compradores inadimplentes com apenas um registro em seus nomes equivalem a 56%, enquanto aqueles com média de dois a cinco ocorrências em atraso correspondem a 40% dos casos. O panorama verifica, ainda, que o número de pessoas com mais de cinco registros pendentes continua a crescer, com alta de 9% no período. Ao dimensionar os números da inadimplência no município, a CDL também informa o perfil dos devedores. No último semestre, consumidores de 31 a 40 anos estão entre os mais endividados, com 27% de representatividade, um aumento de 4,99% em relação ao mesmo período de 2014. Pessoas entre 41 e 50 anos também se destacam na conjuntura, com parcela de 17% – alta de 7,21%. Em contrapartida, os jovens (até 20 anos) aumentaram sua capacidade de pagamento em 2015. O grupo representa 1,73% do total de devedores, uma redução de -20% no comparativo com o primeiro semestre de 2014.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS