Após perder dinheiro e cortar lojas, Wal-Mart diz que ficará no Brasil



Sessenta unidades já foram fechadas no país, incluindo supermercados. Os resultados internacionais têm sido anêmicos. No ano passado, o Wal-Mart gerou margem de lucro operacional de 4,5% nos mercados internacionais, bem abaixo do retorno de 7,4% publicado nos EUA. No Brasil, em particular, a empresa tem sido afetada por localizações ruins de suas lojas, operações ineficientes, problemas trabalhistas e preços não competitivo. Alguns analistas especularam que o Wal-Mart poderia sair do Brasil, assim como de outros países da América Latina, onde já está fechando outras 55 lojas, mas David Cheesewright, chefe das operações internacionais do Wal-Mart, disse em entrevista que a companhia não tem planos de deixar o Brasil.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS