Advogados de Temer irão sustentar que áudio foi adulterado

O Palácio do Planalto enviou para peritos o áudio gravado pelo dono da JBS, Joesley Batista, no qual o presidente Michel Temer autorizaria um pagamento ilegal para calar o ex-deputado Eduardo Cunha. O Planalto suspeita de que as gravações tenham sido editadas e, caso consiga confirmar isso, usará o argumento de que o peemedebista fora vítima de “conspiração".

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS