Em reunião-almoço na CIC, ministro do Trabalho defende modernização da CLT

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que palestrou na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) nesta segunda-feira (29), lembrou que quase 14 milhões de brasileiros estão desesperados em busca de emprego, somados a outros 60 milhões de pessoas que não têm uma atividade econômica. O ministro defendeu a modernização da legislação trabalhista por meio das reformas.Para Ronaldo Nogueira, as mudanças propostas para a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) terão a capacidade de estimular a geração de empregos. “Todos os brasileiros deveriam se unir neste momento para combater as causas que geram o desemprego. Trabalhadores contratados e trabalhadores empreendedores têm que andar juntos”, argumentou.

Ao dar força de lei aos acordos e negociações coletivas entre empresas e sindicatos, o trabalhador poderá escolher a forma mais vantajosa para usufruir seus direitos em questões como jornada de trabalho, férias e intervalos entre jornadas, explicou. Acrescentou ainda que a legislação trabalhista não pode permitir que haja interpretações subjetivas, gerando insegurança jurídica. “O que está escrito e assinado entre as partes têm que ter validade”. Ao final, o ministro disse acreditar que a reforma seja votada esta semana no Senado e pediu que os empresários segurem o capital intelectual de suas empresas, que não demitam, para garantir a empregabilidade do País.

No próximo dia 2, sexta-feira será a vez do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, palestrar na CIC. Ele vai falar sobre “Planejamento das negociações x acordos comerciais do Brasil com outros países ou blocos e incentivos para os exportadores”.As informações são da assessoria da CIC.

POSTAGENS MAIS VISITADAS