Radicalismo e Barbárie. Entidades sindicais deveriam ser punidas

Bandidos sindicalistas provocaram na tarde desta quarta-feira, o maior ato de vandalismo já registrado na história do país. O fogo ateado por criminosos no Ministério da Agricultura e nas sedes de outras pastas por pouco não provoca uma grande tragédia. Há relatos de servidores que entraram em pânico e muitos foram parar no hospital com crises de tensão. O Ministério da Cultura teve computadores depredados e destruídos enquanto documentos eram jogados pela janela. A barbárie revoltou a população do Distrito Federal. A repercussão do vandalismo foi péssima. Os manifestantes foram ao Distrito Federal em ônibus financiados por centrais sindicais. Elas precisam ser responsabilizadas. O uso das Forças Armadas para a chamada garantia da lei e da ordem (GLO) foi autorizado por Temer e foi uma decisão correta. Os protestos desta quarta-­feira são mais um capítulo da maior crise que atinge o governo do presidente Temer, mas não será pelo vandalismo e a força que o país espera pela mudança. Seis ministérios depredados, um incendiado, 49 atendimentos de urgência. A palavra de ordem dos manifestantes insuflados pelo PT e seus satélites, tipo PCdoB, Psol e Rede, era a favor de Lula e de todos os corruptos do PT. Lula faria um favor a si mesmo e ao país se segurasse seus radicais.

POSTAGENS MAIS VISITADAS