Temer avisa: Não vou renunciar


Um pronunciamento duro, firme e que visa estabelecer a ordem considerando tratar-se de denúncias envolvendo um presidente. O presidente Michel Temer foi taxativo ao afirmar que não renunciará. E disse mais: Não temo nenhuma delação, não preciso de cargo público nem de foro especial, nada tenho a esconder, sempre honrei o meu nome, afirmou. Temer negou que tenha concordado em comprar o silêncio de Cunha, conforme indica a delação do empresário Joesley Batista, que gravou conversa que teve com o presidente em março, no Palácio do Jaburu. Temer demonstrou estar pressionado, mas não hesitou em cumprir com seu papel de autoridade máxima do país ao falar por cerca de 5 min. “Repito e ressalto: em nenhum momento autorizei que pagasse a quem quer que seja para ficar calado, não comprei o silencio de ninguém”, destacou Temer. Em tom ríspido, Temer tentou controlar a emoção e, por vezes, bateu o punho no púlpito para enfatizar suas palavras.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS