Janot diz em parecer não ter dúvidas sobre culpa de Temer

Procurador-geral, que deve apresentar hoje denúncia, disse ser cristalina a atuação de presidente e deputado em crimes delatados pela JBS. No parecer que enviou ao Supremo para pedir a manutenção da prisão do deputado afastado Rocha Loures, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dá uma prévia do que deve sustentar a denúncia que será apresentada até amanhã contra o presidente Michel Temer. No documento de 93 páginas, Janot afirma que não há dúvida de que Temer cometeu crime de corrupção. O procurador-geral classifica de "hialina" (cristalina) a atuação conjunta do presidente e de Loures nos crimes descritos na delação dos executivos da JBS, assim como a proximidade entre os dois. O presidente ontem reuniu ministros e líderes aliados para avaliar o quadro político. A tensão aumentou no Planalto, com a avaliação de que os ministros do Supremo se tornaram imprevisíveis. As informações são do O Globo.

POSTAGENS MAIS VISITADAS