Pular para o conteúdo principal

Globo investiga a si mesma e conclui que é inocente

O PT não apenas quebrou o Brasil, produzindo a mais perversa recessão da história (8,3% em dois anos), como saqueou os cofres públicos durante 13 anos, o que resultou em dezenas e dezenas de prisões de seus líderes e líderes aliados, todos como ladrões do dinheiro do povo.

O partido se declarou sempre perseguido pela mídia e acusa a poderosa Rede Globo de praticar um jornalismo perverso há muito tempo. A rede de TV dos Marinho virou alvo dos petistas, que foram à forra agora com o envolvimento da emissora em propinas. É prato cheio para os lulopetistas. O episódio envolvendo a Globo ta ficando ainda mais ridículo, porque a emissora tenta passar ao seu público a imagem de bom moço. A Globo chegou a declarar que em investigação interna concluiu que é inocente. Ou seja a Globo investigou a própria Globo e concluiu que é inocente. Piada!

A Globo cresceu sob a proteção de ferro dos militares. Surgiu em 1965, um ano depois do golpe militar. Logo depois firmou um acordo com o grupo norte-americano Time-Life. Antes do AI-5, o Congresso ainda funcionava com certa liberdade e o acordo motivou uma CPI. A CPI apresentou um relatório considerando o acordo ilegal. O tal relatório foi arquivado. Não foi à toa. A nova televisão nasceu para se integrar à nova forma de dominação no Brasil (a ditadura militar). O Jornal Nacional data de 1972, o período mais duro da ditadura. Médici era o presidente fez uma declaração famosa: "Sinto-me feliz todas as noites quando ligo a televisão para assistir ao jornal. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias partes do mundo, o Brasil marcha em paz, rumo ao desenvolvimento. É como se eu tomasse um tranqüilizante após um dia de trabalho." A Globo fez exatamente o que Médici destacou em sua frase. Mas em toda a sua história a Globo sempre jogou o jogo do interesse e do poder. Daquilo que lhe convém, de quem lhe beneficia, paga ou protege. Há inúmeros exemplos, basta pesquisar, ler e estudar. A Globo sempre manipulou a opinião pública. Para encurtar a vamos a 2002. Lula é eleito para assumir o comando do País. Ganha 30 minutos de entrevista no Jornal Nacional após a confirmação da vitória. Para quem só aparecia na telinha do plim-plim em horário eleitoral gratuito ou para ser avacalhado, era surpreendente. No mesmo dia, a Globo anunciara moratória. Quem vai lembrar? O que vai lembrar? Lula ou moratória? A Globopar tinha dívidas equivalentes a US$ 2,63 bilhões, das quais US$ 2,21 bilhões em moeda estrangeira.

A história da crise política no Brasil, e a mudança rápida da perspectiva global em torno dela, começa pela sua mídia nacional. A Globo sempre odiou o PT. O PT sempre odiou a Globo. É impossível marchar de forma convincente atrás de um banner de “contra a corrupção” e a favor da “democracia” quando simultaneamente se trabalha para instalar no poder figuras políticas comprometidas com o interesse corporativo e quando se verifica uma história recheada de fatos incompatibilizastes com o dito “Bom Jornalismo”.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Em delação premiada, o advogado Alexandre Correa Romano, da Odebrecht, contou para a Polícia Federal como manteve tórrido romance com Gleisi num hotel de luxo dos Alpes da Suíça. Lá onde o calor dos corpos costuma afastar o frio, Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT, entregou seu coração ao amante. E Paulo Bernardo, o marido traído, ficava em Brasília, seja como ministro do Planejamento, seja ocupando a cadeira principal do Ministério das Comunicações, enquanto sua estrela predileta flutuava em na realização de suas fantasias eróticas. O jornalista Mino Pedrosa conta em detalhes escandalosos as razões que estão por trás do apelido que a Odebrecht aplicou na senadora Gleisi Hoffman No rastro do advogado Alexandre Correa Romano, a Polícia Federal encontrou um flat que era utilizado para guardar dinheiro e encontros clandestinos e amorosos. Segundo documentos da Operação Lava Jato, o flat fica na rua Jorge Chamas, 334, apartamento 44, em São Paulo. Romano recebia hósp

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal

Foi apresentado nesta sexta-feira(14) para um pequeno grupo de autoridades, empresários e corretores de imóveis em Arroio do Sal, o projeto de construção do novo porto marítimo do litoral norte do RS. Um grupo de investidores russos, do Grupo Doha Investimentos e Participações SA, vai construir o porto, em Arroio Seco/Arroio do Sal. Cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos deverão ser gerados a partir da operação do porto. Os empreendedores russos têm 1 bilhão de dólares, para investir. O dinheiro já está garantido. A ideia é aproximar o comércio brasileiro da União económica euro-asiática. Um mercado comum que abrange 170 milhões de pessoas e significa um PIB da ordem dos US$ 2,2 trilhões de euros. Atualmente, a organização é composta pela Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia. O empreendimento vai modificar sobremaneira a realidade dos municípios do litoral norte, sem contar a valorização imobiliária prevista no entorno.

Russos querem mesmo construir porto em Arroio do Sal

O deputado federal gaúcho Bibo Nunes apresentou ao governador Eduardo Leite, sexta-feira, o protocolo de intenções que demonstra o interesse de grupos privados russos em investir um total de R$ 3,56 bilhões na construção de um porto em Arroio do Sal, Litoral Norte do RS. O investimento, inicialmente projetado em cerca de 1 bilhão de dólares pelo secretário do Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca de Arroio do Sal, Luis Schmidt, pode chegar a US$ 2,8 bilhões. A prefeitura já concedeu viabilidade econômica para o projeto. São necessárias outras liberações. Além dos investidores russos, há investidores brasileiros, como a Doha, com experiência em portos, o Grupo Del Rio, a IG Consultoria e a GS Business. A intenção do grupo, segundo o prefeito Bolão, é instalar a pedra fundamental da obra em março de 2020.