Quanto mais demorar a reforma, mas caro fica para Temer negociar

O presidente Temer reconheceu que a votação da reforma da Previdência poderá ficar para fevereiro de 2018. Perguntado sobre o que falta, afirmou: "Votos". Temer sabe que quanto mais demorar para aprovar a reforma, mais concessões terá que fazer para os deputados resistentes. Não só para deputados, há muitos outros envolvidos nisso. Além de pedir apoio para a sociedade civil representada por inúmeras entidades, sobretudo empresariais, cujos presidentes estão em Brasília para pressionar seus deputados, Temer também intimou seus ministros. Em outra frente, intensificou a negociação de cargos e a liberação de emendas. Serão as reformas a bandeira de governo que Temer quer erguer nas próximas eleições. Aliás, ele também quer votar a tributária em 2018. Para driblar resistências, o governo pode flexibilizar proposta de mudança no PIS/Cofins.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS