Caminhoneiros bloquearam estradas em 20 estados; combustível teve 12º reajuste somente este mês

Somente este mês, a Petrobras aumentou em 12 ocasiões a gasolina e em dez o diesel. O aumento dos combustíveis é mais um item na longa lista de problemas que o Brasil vem enfrentando na economia.

Mas, segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, “uma pequena correção não vai atrapalhar ninguém”. Atrapalha sim Ministro.

A grande maioria dos itens consumidos pela população é transportada, normalmente, por caminhões, movidos a gasolina ou óleo diesel. Portanto, certamente esse impacto do reajuste será ainda maior para a população brasileira, uma vez que os transportadores devem repassar o custo a mais que terão na hora de abastecer.

O reajuste, segundo analistas, vai provocar impacto de até 0,65 ponto percentual no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Um caminhão com capacidade para 150 litros pode ter que pagar R$ 31,50 a mais com o reajuste esperado para o óleo diesel.

O aumento no preço do diesel levou caminhoneiros autônomos a cruzar os braços e bloquear rodovias pelo país nesta segunda-feira (21). Eles querem que o governo federal corte impostos sobre os combustíveis. Apesar de o presidente Michel Temer ter marcado uma reunião com ministros, e de os presidentes da Câmara e do Senado terem anunciado a criação de uma comissão para discutir o assunto, há pouca chance de o governo atender as reivindicações.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS