Região da Campanha é reconhecida com selo de indicação geográfica para produção de vinhos

Campanha Gaúcha ganha indicação geográfica para vinhos e ...
A Campanha Gaúcha acaba de conquistar a Indicação Geográfica (IG), na espécie Indicação de Procedência (IP) para vinhos finos brancos, rosados, tintos e espumantes. O INPI publicou a concessão, no dia 5 de maio de 2020, na Revista da Propriedade Industrial (RPI) nº 2574. O estado do Rio Grande do Sul agora tem sete IG para o segmento de vinhos.
Os municípios que fazem parte da região da Campanha Gaúcha são: Aceguá, Barra do Quaraí, Candiota, Hulha Negra, Itaqui, Quaraí, Rosário do Sul, Santana do Livramento, Uruguaiana, Alegrete, Bagé, Piraí, José Otávio, Dom Pedrito, Ibaré, Maçambará, Bororé, Encruzilhada, Torquato Severo e Joca Tavares.

A partir de agora, todos os produtores de vinhos dessa região que seguirem as normas contidas no regulamento de uso poderão utilizar a IG em seus produtos. A IG de espécie denominação de origem reconhece o nome de um país, cidade ou região cujo produto ou serviço tem certas características específicas graças a seu meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

O Vale dos Vinhedos, Monte Belo, Pinto Bandeira, Farroupilha, Flores da Cunha-Nova Pádua, e Vale da Uva Goethe de SC são as outras. A IG reconhece o nome de um país, cidade ou região cujo produto ou serviço tem características específicas graças a seu meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

Um vinho com a Indicação de Procedência revela que se trata de um produto típico daquela região, e que venceu uma série de exigências, reunidas pelo conselho regulador e comprovadas.

POSTAGENS MAIS VISITADAS