Caçada a cogumelos

O Brasil tem porcini. Fomos em busca dos cogumelos na Serra ...
O cogumelo porcini, o queridinho dos italianos, é conhecido como o rei dos cogumelos, devido a sua textura carnuda, sabor e história. É um cogumelo de base grossa e de chapéu largo, alguns podem chegar a um quilo de peso, é raro ser encontrado fresco, a maioria pode ser comprado em supermercados e armazéns como funghi secchi. Funghi quer dizer cogumelo em italiano (palavra derivada do latim "fungus") e é conhecido na alimentação da humanidade há mais de 10.000 anos. Na Europa, berço das melhores variedades, sua popularização se deve aos romanos, tanto que um deles, o preferido do imperador, leva o nome de Cogumelo-de-César (Amanita Cesarea). Possuem inúmeras propriedades sendo um alimento praticamente completo. Contém açúcar, ferro e amido e seu nível proteico supera o de vários alimentos, tais como leite, frutas, hortaliças e muitos legumes. Os cogumelos também contêm vários sais minerais e vitaminas B1, B2, D e E. Os melhores cogumelos porcini - porcino na Itália - são colhidos no norte daquele país. O nome porcino – “leitão” em italiano - é uma referência ao formato gordinho - e saboroso - do seu talo.

A chegada do pinus americano (elliottii) para a produção de madeira renovável nas Serras Gaúcha e Catarinense, trouxe nas mudas exatamente este brinde europeu: Os esporos de porcini.

Caçar cogumelos virou atração turística em Santa Catarina. A Eco Trilhas, oferece passeios para famílias há três anos, para escolher os porcini, entre outros cogumelos não comestíveis. A temporada deste ano termina neste mês. Guiados pelo expert em trilhas Dario Lins, o programa de caçada aos cogumelos, inclui sapecada de pinhão, almoço na fazenda e muitas outras experiências.

Aqui na serra gaúcha, o empresário Altemir Pessali, proprietário dos magníficos restaurantes Primo Camilo em Garibaldi e Nonna Gemma e Pizza entre Vinhos no Vale dos Vinhedos também ocupa suas horas vagas para – além de pedalar – caçar cogumelos selvagens pelos quatro cantos do Rio Grande. Dono de uma técnica e de um conhecimento ímpar, Pessali percorre montanhas, vales e florestas em busca destas iguarias para usar no cardápio de seus restaurantes.

Crédito/Fotos: Quintal Rosa



POSTAGENS MAIS VISITADAS