Reações a lista de Fachin

Os critérios adotados pelo ministro Edson Fachin para a divulgação dos depoimentos de delatores da Odebrecht foram alvo de forte questionamento dentro do próprio STF, informa Daniela Lima, na coluna Painel da Folha de S.Paulo desta terça-feira. O fato de advogados de pessoas implicadas não terem conseguido cópia das acusações até a noite desta segunda (17), enquanto a imprensa acessa todo o conteúdo deste a última semana, foi veementemente criticado. No Congresso, o discurso é de que ele agiu para expor os políticos. Deputados citam como exemplo o caso de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), acusado de receber R$ 700 mil em caixa 2 na eleição de 2010. Com 74 anos, seus eventuais crimes devem prescrever. Mas é preciso estar alerta, pois a imprensa não pode ser censurada na divulgação de fatos tão relevantes assim para o país.




Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal