Gilmar Mendes diz em Porto Alegre que relatório da PF é "fofocagem"

O ministro Gilmar Medes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse nesta segunda, em Porto Alegre, que o relatório da Polícia Federal (PF) que aponta mais de 40 ligações do senador Aécio Neves (PSDB) recebidas por ele entre março e maio deste ano é “fofocagem” e “abuso de poder”.

“Converso com o senador Aécio Neves, com o Serra, com o presidente do Congresso, com o presidente da Câmara, converso com vários parlamentares. Me reuni, fiz jantares. O pessoal do PCdoB, por exemplo, eles brincam quando me chamam para jantares: “chegou um membro do nosso partido”. E eu brinco com a líder do partido dizendo: “olha, esse [PCdoB] é o meu partido”. Em suma, qual a intimidade de tantas reuniões que nós fizemos ao longo do tempo? Vamos reduzir isso ao plano que realmente está. Isso é coisa de ‘fofocagem’ do plano das instituições”, disse Mendes à imprensa.

Gilmar Mendes, assinou convênio com o governo do Estado para compartilhamento dos dados da Secretaria da Segurança Pública para reforçar o cadastramento dos eleitores por meio da impressão digital, a chamada biometria. O ato ocorreu na Ala Residencial do Palácio Piratini na presença do governador José Ivo Sartori, o vice-governador José Paulo Cairoli, e os secretários César Schimer e Maria Helena Sartori. Após a assinatura e o almoço, Gilmar Mendes concedeu entrevista à imprensa.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal