Não foi Sartori que perdeu

Ficou para o mês que vem a aprovação ou não do projeto que autoriza o Rio Grande do Sul a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal da União. Na sessão desta sexta-feira (22), a oposição recorreu à obstrução para estender a sessão até o período máximo de quatro horas, impedindo a votação da matéria. Das 10h às 14h, os deputados se revezaram na tribuna, em discursos contra a iniciativa do governo. Como o tempo da sessão expirou, a Assembleia encerrou os trabalhos em 2017 sem apreciar o principal projeto de Sartori em três anos de governo.

Já se tinha essa informação. Era mesmo difícil, o que não deixa de ser incompreensível. Enquanto deputados oposicionistas estão preocupados em politicagem o Rio Grande segue patinando, sem sair do lugar.

A base aliada acabou colaborando com a estratégia da oposição ao também subir à tribuna para rebater as críticas.

Para derrotar o governo, os parlamentares decidiram usar todos os mecanismos do regimento para prolongar a sessão. Dessa foram, foram inúmeras questões de ordem e verificações de quórum, tudo para fazer o tempo correr.

Uma pena !

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal