Três candidatos à Presidência declararam patrimônio milionário

Seis candidatos a presidente já fizeram seus registros de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De todos, o que apresentou o maior patrimônio foi o engenheiro e administrador de empresas João Amoêdo, aposta do partido Novo. Ele declarou R$ 425 milhões em bens, um valor 265 vezes maior que os declarados por Ciro Gomes, do PDT, que possui o segundo maior patrimônio até o momento: R$ 1,6 milhão.

Em sua declaração, João Amoêdo afirma que, além de possuir R$ 380 milhões em investimentos e aplicações, ele é dono de seis apartamentos, quatro salas, dois terrenos e uma casa. Ele tem também cinco veículos e um barco.

confira os dados:

JOÃO AMOÊDO (Novo)
R$ 425.066.485,46
Vice: Professor Christian (Novo); ocupação declarada: cientista político; bens declarados: R$ 4.125.322,33

CIRO GOMES (PDT)
R$ 1.695.203,15
Vice: Kátia Abreu (PDT); ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 2.690.466,21

CABO DACIOLO (Patriota)
Não tem bem.
Vice: Professora Suelene Balduino (Patriota); ocupação declarada: professora de ensino fundamental; bens declarados: R$ 201.855,75

GERALDO ALCKMIN (PSDB)
R$ 1.379.131,70
Vice: Ana Amélia Lemos (PP); Ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 5.125.983,92

VERA LÚCIA (PSTU)
R$ 20.000,00
Vice: Hertz (PSTU); ocupação declarada: professor de ensino médio; bens declarados: R$ 100.000,00

GUILHERME BOULOS (PSOL)
R$ 15.416,00
Vice: Sonia Guajajara (PSOL); ocupação declarada: professora de ensino médio; bens declarados: R$ 11.000,00

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal