Aeroporto regional: Vila Oliva ou Canela


Há anos, Canela e Caxias do Sul travam uma queda de braço política sobre qual projeto para construção de um novo aeroporto na região da serra será prioritário, se o de Vila Oliva, em Caxias, ou Tubiana, em Canela. Essa disputa ganhou novo capítulo na tarde desta segunda-feira(29), em reunião realizada em Caxias do Sul, que contou com a presença de diversas lideranças empresariais, deputados estaduais e federais, prefeitos da região, além do senador Luiz Carlos Heinze e do secretário da SAC- Secretaria de Aviação Civil, Roney Glanzmann.

De acordo com o Secretário, o projeto de Vila Oliva já possui outorga do governo federal e é o melhor local, do ponto de vista técnico para a construção de um novo aeroporto de passageiros, uma vez que o atual aeroporto de Caxias, não tem mais como ser expandido. Roney Glanzmann afirmou ainda , que o projeto está finalizado e pronto para ser licitado pela prefeitura de Caxias do Sul.

De outro lado, o o vice-prefeito de Canela, Gilberto Cezar (PSDB), apresentou o projeto do novo aeroporto de Canela que deverá ser construído pela iniciativa privada. O projeto surpreendeu o secretário da SAC que alertou haver ainda necessidade de vencer barreiras jurídicas, uma vez que Canela ainda não dispõe da outorga para construção, que é uma das condições impostas pela União para a construção de um novo aeroporto.

Na semana passada, a prefeitura de Caxias, protocolou, junto à Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam RS), o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) referentes à instalação do Aeroporto Regional de Vila Oliva. A conclusão do estudo ambiental representa um importante avanço para a concretização do aeroporto, idealizado ainda no início dos anos 2000.

O Governo do Estado sinalizou interesse em apoiar o projeto com parcerias, inclusive no valor referente às desapropriações do terreno, que hoje englobam 10 propriedades, totalizando um valor de reembolso inicialmente estimado em R$ 20 milhões. A área total do futuro aeroporto é de 444 hectares e o custo inicial de toda a obra foi estimado em R$ 300 milhões. Ambos os valores podem sofrer atualização com o estudo financeiro dos próximos meses.

O próximo mês de junho, o projeto do Aeroporto das Hortênsias, em Canela, completa 30 anos. A área atual, na localidade de Tubiana, na Fazenda do Ipê, já tem Licença Prévia emitida pela Fepam, após ser desapropriada pelo Município, mas não tem a outorga federal. Três grupos empresariais manifestaram à prefeitura de Canela interesse em construção de aeroporto.

Considerando o que disse o secretário da SAC, Roney Glanzmann,  o projeto do aeroporto de Vila Oliva está bem mais solidificado, uma vez que grande parte do processo burocrático já foi vencido, como também a garantia de financiamento federal por meio do fundo nacional da aviação civil.

Disputas a parte, a serra gaúcha só terá garantido seus pleitos se encontrar unidade nas propostas.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal